Mulheres e vinho, ao longo do tempo

Houve um tempo em que era vedado, às mulheres, o prazer do vinho. Acredita?

O escritor romano Caio Plínio Segundo (23 – 79 d.C), conhecido como Plínio, o Velho, relatou alguns casos, em sua obra intitulada História Natural:

 Um homem que assassinou sua esposa por ela ter bebido vinho, e foi absolvido do crime.

 Uma moça que quebrou o fecho do armário onde estavam as chaves da adega, e foi condenada, pela família, a morrer de fome.

 Um juiz que estabeleceu uma multa a uma mulher que bebeu, sem o conhecimento de seu marido, uma quantia de vinho maior do que a justificável por questões medicinais.

Pode parecer mais incrível, ainda, mas escrituras romanas afirmam que o motivo de parentes próximos beijarem as mulheres da família era justamente para verificar se havia cheiro de vinho em suas bocas!

Se você nunca ouviu falar nisso, saiba que é verdade! O ius osculi, ou a lei do direito do beijo, era concedido aos homens, como forma de controlar o que se considerava bom comportamento feminino.

Com o tempo, a própria sociedade romana foi lentamente evoluindo nessa questão. A proibição total do acesso ao vinho, do começo do Império Romano, que incluía mulheres, jovens rapazes, e escravos, deu lugar ao controle do consumo excessivo.

O excesso de vinho era desaprovado, para as mulheres, porque acreditava-se que sob o efeito do vinho a mulher ficava menos virtuosa, e mais indecorosa. Ela ficaria mais propensa, por exemplo, a cometer adultério. Vale lembrar que o adultério não era uma prática tão incomum, uma vez que os casamentos aconteciam por interesses políticos ou econômicos, e não por amor ou escolha pessoal.

Outra crença estranha relacionava a embriaguez a uma baixa capacidade de retenção do sêmen masculino no corpo da mulher, prejudicando assim a procriação. Além disso, creditava-se ao vinho, ou ao excesso dele, o poder de aumentar enjoos e desejos durante a gravidez.

Pobres romanos. Ficariam em pânico se soubessem que hoje, felizmente, o mundo é muito diferente, ainda que esteja longe de ser perfeito.

Felizmente vivemos em um mundo com menos crenças e mais saberes.

Em um mundo onde, além de enófilas (apreciadoras de vinho), existe também muita sommelière e muita enóloga, esbanjando seu talento por aí!




Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.