Isso é coisa do século passado!!!

A gente pisca, e o tempo passa. Outro ano chega, e a famosa virada do século, pela qual tanto esperamos, já ficou lá para trás, há muito tempo. Já ficou para trás, também, o falado final do mundo, que aconteceria em 2012.

E, conforme o tempo passa, mudam os hábitos. E o estilo de vinho produzido, será que também muda?

Sim, muda. Não só pela diferença cultural da sociedade, mas pelos avanços tecnológicos alcançados, por exemplo, na viticultura e na enologia, ou seja, no cultivo da vinha, e na produção do vinho.

Antifungicidas mais modernos diminuíram o bolor no vinhedos, e as uvas passaram a ficar mais tempo nas vinhas, sendo colhidas mais maduras do que eram no passado. O controle de temperatura durante a fermentação, e após esse processo, hoje é muito mais rígido.

Assim, os vinhos produzidos atualmente são bastante distintos dos vinhos produzidos há cem anos, na primeira metade do século 20.

A graduação alcoólica média dos vinhos, por exemplo, viu um aumento de 20 a 30% nesse período. Para se ter uma ideia, e recuando ainda mais no tempo, um cru do Médoc tinha entre 8 e 9° de teor de álcool antes do século 20, o que hoje é impensável.

Em compensação, os vinhos atualmente são menos ácidos do que foram há cem anos. A redução na acidez total dos vinhos foi na faixa de 30 a 35%. E a redução da acidez volátil, em torno de 50 a 60%.

Os famosos taninos, por sua vez, talvez tenham ficado confusos durante o conturbado século 20. Suas taxas baixaram muito durante a primeira metade, e subiram intensamente a partir da década de 60.

Além disso, uma menor demanda por tradição abriu o espaço necessário para que vinhos do Novo Mundo se destacassem, conquistando mais espaço, como os da Austrália, Nova Zelândia, Califórnia, Chile, Argentina, África do Sul...

Então, da próxima vez em que ouvir o termo “vinho velho” e ficar com água na boca, pense que um vinho de 100 anos atrás provavelmente seria considerado, atualmente, pouco alcoolizado e muito ácido. Coisa do século passado!!!




Você está em

Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.