Bordeaux de olhos puxados

Muito se fala do potencial econômico da China. Mas o que Bordeaux tem a ver com isso?

Esse é o momento de deixar o romantismo de lado. Esse é o momento de pensar nos châteaux franceses como uma forma de investimento, inclusive, imobiliário...

Bordeaux, historicamente, recebe capital estrangeiro, como dos ingleses, holandeses, alemães, americanos, japoneses... Até porque, esse é um investimento atraente e rentável. Sendo assim, os chineses emergentes não poderiam ficar de fora.

Mas o que pouco se conta é que, na última década, eles, os chineses, tornaram-se os investidores estrangeiros dominantes na região.

Não é possível afirmar, com precisão, quantas propriedades de Bordeaux pertencem, atualmente, a chineses. Mas corretores deste mercado estimam até mais de 60 Châteaux... Notícias dão contam de 30 propriedades negociadas em menos de 2 anos. Os chineses não estão brincando...

Muitos desses investidores preferem o anonimato, com identidades ocultas atrás de holdings, cujas transações acabam ficando envoltas em mistério. Outros chegam a Bordeaux ansiosos em fazer parte do berço do vinho. Alguns, inclusive, possuem bem mais de um Château. Outros, possuem propriedades classificadas como Grand Cru...

O fato é que os grandes empresários de Bordeaux sempre estiveram abertos ao capital estrangeiro, diferente da Borgonha, com seus pequenos e inúmeros produtores. Mas a presença chinesa hoje, em Bordeaux, tem chamado a atenção do mercado de vinho.

Aliás, essa é apenas uma das diferenças entre Bordeaux e Borgonha, regiões às vezes erroneamente confundidas. Para ler outras diferenças, clique aqui.

E, se quiser ler mais sobre o uso dos termos franceses Château e Châteaux, clique aqui. Ou, se quiser ler mais sobre o termo Grand Cru, clique aqui.

Saúde. Em português, em francês, ou em chinês.




Você está em

Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.