O DNA do vinho!

Todos os organismos vivos são projetados a partir de um código genético específico. Quer seja um ser humano, quer seja uma videira. E o mapeamento desse código é um avanço gigante da ciência!

Um ser vivo, como a videira, é composto por células. No núcleo das células encontramos uma estrutura que contém todo o projeto de construção e funcionamento desse ser vivo: o DNA.

A sigla DNA vem de Ácido Desoxirribonucléico. É no DNA que toda a informação genética de um organismo é armazenada e transmitida para seus descendentes. Essa carga genética está contida no núcleo de todas as células de um organismo, inclusive, da videira!

Pois bem. Entender e mapear o código ou padrão genético de cada variedade de uva tem nos levado, ao longo dos anos, a algumas descobertas interessantes. Isso porque esse sequenciamento nos permite, entre outras coisas, perceber quem tem o DNA mais parecido com quem!

 Para surpresa de todos no mundo do vinho, a pesquisa genética provou, em 1997, que a Cabernet Sauvignon nasceu a partir do cruzamento espontâneo, na natureza, entre as cepas Cabernet Franc e Sauvignon Blanc, por volta do século 16.

 Existe uma lenda sobre a Tempranillo. Ela teria sido levada da Borgonha para a Espanha por monges peregrinos, pelo famoso Caminho de Santiago. Bobagem. A Tempranillo é nativa da Espanha, fruto do cruzamento natural entre a Albillo Mayor e Benedicto, já praticamente extinta. Para ler mais sobre a Tempranillo, clique aqui.

 Um outro caso famoso é o Zinfandel versus Primitivo. Há muito tempo suspeitava-se que eram a mesma variedade, mas somente a partir de 2001, com o mapeamento do código genético dessas uvas, comprovou-se essa teoria. Trata-se da mesma uva, originária da Croácia, onde é chamada pelo impronunciável nome Crljenak kaštelanski. Se quiser saber mais sobre essa cepa, clique aqui.

 Durante muito tempo acreditou-se na Austrália que determinada uva era Albariño, e assim eram rotulados os vinhos produzidos a partir dela. Somente a análise do código genético da planta provou que não, a uva não era Albariño, e, sim, Savagnin Blanc.

 Refosco e Marzemino, por exemplo, são parentes próximas, segundo a comparação de suas cadeias de DNA. Já a Refosco dal Peduncolo Rosso, uma sub-variedade da uva Refosco reconhecível pela sua haste avermelhada, não é a mesma variedade chamada na França de Mondeuse, como muitos ainda pensam. E quem esclareceu esse equívoco? Um teste de DNA.

Mas vale lembrar que a análise genética não é a única forma de diferenciar variedades de uva. A ampelografia é a ciência que estuda a identificação e classificação das videiras, por meio, principalmente, de um sistema de avaliação das folhas da vinha. Para ler mais sobre isso, clique aqui.

E um brinde à diversidade de uvas e de vinhos! Tim tim!




Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.