Fisiologia, psicologia e degustação...

A fisiologia dos nossos sentidos está diretamente ligada ao quanto cada indivíduo é sensível ou não aos diferentes sabores.

Pessoas que possuem uma quantidade maior de papilas gustativas receberão mensagens mais fortes relacionadas ao sabor do que pessoas com menos papilas.

E, se você acha que essa diferença deve ser pequena, saiba que não é, não... Estima-se que o número de papilas gustativas presentes na língua humana possa variar de menos de 500, em alguns indivíduos, até mais de 11.000, em outros.

Isso não significa que alguns paladares sejam superiores a outros. Significa, sim, que pessoas fisiologicamente diferentes entre si, podem experimentar sensações de maneiras diferentes, e que algumas pessoas podem ter sensibilidade a determinados compostos que outras não têm.

Para complicar ainda um pouquinho mais, a sensibilidade de um mesmo indivíduo sofre variações ao longo da vida. Via de regra, nascemos fisiologicamente mais sensíveis do que somos na idade adulta. Nosso paladar e olfato diminuem ao longo da vida, mais acentuadamente em umas pessoas do que em outras.

Mas aquilo que as papilas captam precisa passar pelo cérebro, para ser processado e interpretado, virando, enfim uma sensação. E é aqui que a psicologia encontra a fisiologia. É quando nossos valores, cultura, experiências anteriores e hábitos se unem para avaliar o que aquela sensação representa.

E, em contrapartida com a fisiologia, o passar do tempo nos faz acumular experiências psicológicas, mudando também, então, nossas características de degustador, ao longo da vida...

Entendendo essa simbiose, conseguimos ver com outros olhos porque o mesmo teor alcoólico de um vinho, por exemplo, pode ser considerado excessivo para alguns, e prazeroso para outros. Ou então, uma mesma pessoa pode não tolerar teores alcoólicos elevados em um tinto seco, mas apreciá-los em vinhos fortificados e doces.

Ainda bem que existem vinhos para todos os paladares...




Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.