Barolo

O vinho Barolo é a melhor expressão da uva Nebbiolo, produzido no sopé dos Alpes, na região italiana do Piemonte. Este é, sem dúvida, um dos mais interessantes e famosos vinhos tintos do mundo, e é um típico exemplo de vinho que fica cada vez melhor com a idade!

Segundo as rígidas regras desta denominação de origem controlada e garantida (DOCG), somente podem ser chamados de Barolo os vinhos produzidos no próprio vilarejo de Barolo, e em seus arredores. Barolo e Castiglione Falletto são considerados, juntos, o coração deste vinho.

O vilarejo de Barolo, aliás, é uma atração à parte. Ao contrário de outros lugares que, de repente tornaram-se famosos por seus vinhos, os menos de 700 habitantes desta pequena comunidade rural levam a vida num ritmo absolutamente tranquilo, mesmo com a economonia local aquecida pelo turismo crescente.

O vinho produzido pelos vitivinicultores da zona de Barolo pode ser "duro" quando jovem; então, ele precisa ser envelhecido, a fim de tornar-se "maduro". Um Barolo deve ter pelo menos 38 meses de envelhecimento, 18 deles em carvalho, antes de deixar a vinícola. No caso de um Barolo Riserva, são necessários, no mínimo, 62 meses de envelhecimento total, 18 desses meses em carvalho. E mesmo assim, esse é um vinho de guarda, que alcançará seu auge 10 ou até mesmo 20 anos após a colheita.

O Barolo geralmente é descrito como um vinho tinto robusto, encorpado, rico em acidez e persistente. Devido a sua textura e ao seu alto teor de taninos, é um vinho “mastigável”. Alguns produtores, de olho no mercado global que busca vinhos mais fáceis de beber, estão produzindo Barolos menos tânicos e mais frutados.

O aroma do vinho Barolo remete a morangos maduros, rosas, violetas, alcatrão e trufas. Mas a complexidade deste vinho também pode lembrar ameixas, alcaçuz, cânfora, tabaco e ervas. A cor deste vinho varia de vermelho rubi, quando jovem, para vermelho com tons de tijolo, com a idade.

Vinhos como o Barolo devem ser emparelhados com refeições ricas em proteínas e em gordura: pratos de carne vermelha, molhos à bolonhesa, risotos cremosos e queijos como parmesão ou gorgonzola. Os taninos do vinho tendem a ligar-se às proteínas, tornando-se mais suaves. Se você harmonizar Barolo com pratos leves, os taninos vão ficar mais acentuados, assim como o efeito de boca seca.

Para desfrutar o melhor que um Barolo tem a oferecer, sirva esse vinho na temperatura entre 15° e 17°C.

Diz a história que o Barolo divide, com o húngaro Tokaji, a fama de ser “o rei dos vinhos, e o vinho dos reis”. No caso do Tokaji, quem disse isso foi Luís XIV. No caso do Barolo, foi Voltaire. Quem tem razão? Só Baco sabe. Para nós, meros enófilos mortais, resta apreciar essas maravilhas do mundo do vinho!

Para encerrar, se você ler sobre o Castelo de Barolo, clique aqui.




Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.