Champagne

Assim como Gillette e Maizena, Champagne virou praticamente um sinônimo da sua categoria, o que demonstra a força desse nome, mas ajudou a criar uma verdadeira confusão...

Nem todo espumante é Champagne. Nem mesmo todo espumante francês é Champagne. Champagne é uma denominação de origem controlada (talvez a mais famosa delas), restrita aos vinhos espumantes produzidos segundo a rígida regulamentação do Comité Champagne.

A zona de produção de Champagne foi definida e delimitada por uma lei aprovada em 1927, e abrange uma região específica de vinhedos, que fica a uma distância aproximada de 150 km a leste de Paris. Essa área, chamada de Champagne, diferente de qualquer outra, tornou-se o lar de um vinho único, com uma tradição de viticultura que abrange dois mil anos de história humana.

A produção de Champagne é parte vital da economia francesa, empregando diretamente 30.000 pessoas, sem falar nos 120.000 temporários contratados para a época da colheita.

As castas permitidas para a produção de Champagne são somente as tintas Pinot Noir e Meunier, e a branca Chardonnay. Na realidade, outras variedades aprovadas são Arbane, Petit Meslier, Pinot Blanc e Pinot Gris; mas essas quatro, juntas, não representam nem 0,3% das plantações.

Se produzido somente com uvas brancas, o Champagne é chamado Blanc de Blancs; se produzido somente com uvas tintas, Blanc de Noirs. Leia mais sobre isso, clicando aqui.

Apesar de existirem diversos processos capazes de produzir vinhos espumante, o único método de produção autorizado em Champagne é o tradicional Champenoise, no qual a segunda fermentação acontece após o engarrafamento. Se quiser ler mais sobre a produção de espumantes, clique aqui.

Todo Champagne deve envelhecer pelo menos 15 meses antes de ser comercializado, e três anos se for vintage. Mas, na prática, a maioria dos Champagnes envelhecem por muito mais tempo que isso: 2 ou 3 anos no mínimo, e de 4 a 10 anos quando são vintage. Um Champagne vintage, ou seja, safrado, comemora um ano verdadeiramente excepcional, quando o produtor não faz nenhum tipo de corte com vinhos de outra safra.

São muitos os estilos de Champagne, conforme sua doçura, e sinalizados no rótulo:

 Brut nature, Pas Dosé, ou Dosage Zéro: de 0 a 3 gramas de açúcar residual por litro, sem adição de açúcar

 Extra brut: de 0 a 6 gramas de açúcar por litro

 Brut: de 0 a 12 gramas de açúcar por litro

 Extra dry: de 12 a 17 gramas de açúcar por litro

 Sec: de 17 a 32 gramas de açúcar por litro

 Demi-sec: de 32 a 50 gramas de açúcar por litro

 Doux: mais de 50 gramas de açúcar por litro

Exportado para mais de 190 países, o Champagne representa 13% dos vinhos espumantes consumidos no mundo, com 386 milhões de garrafas produzidas anualmente. Haja brinde!!!




Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.