Bolgheri

Bolgheri é uma exceção à regra, quando o assunto é vinho italiano. Entenda o motivo.

Mas antes, não custa nada esclarecer a pronúncia. Bolgheri é uma palavra proparoxítona, que se pronuncia como se ela fosse escrita “bôlgueri”. 

Os vinhos italianos são famosos pelas suas uvas nativas. Mas em Bolgheri encontramos a mais perfeita adaptação das uvas típicas de Bordeaux, ao solo e ao clima italiano, em uma expressão única da força do terroir.

A proximidade com o mar é responsável por grande parte dos mais incríveis vinhos do mundo. Inclusive os de Bolgheri, vilarejo localizado na cidade de Castagneto Carducci, província de Livorno, na costa da região da Toscana.

Para entender Bolgheri, é preciso lembrar da história dos Supertoscanos, vinhos que surgiram na virada da década de 1960 para 1970, fora das regulamentações estabelecidas à época. Essa é a história de Bolgheri, cuja oficialização como uma DOC deu-se apenas em 1994. Se quiser ler mais sobre os vinhos Supertoscanos, clique aqui.

Apesar de Bolgheri ser conhecida pela excelência de seus vinhos tintos, a denominação compreende também a produção de vinhos rosés e de vinhos brancos. 

O território delimitado para a produção dos vinhos Bolgheri é ocupado por videiras predominantemente de uvas tintas, sendo assim dividido: Cabernet Sauvignon (42%), Merlot (25%), Cabernet Franc (9%), Syrah (7%), Petit Verdot (6%), Sangiovese (2%), e as brancas Vermentino (7%), Viognier (0,5%) e Sauvignon Blanc (0,3%).

Um vinho branco de Bolgheri, ou seja, um Bolgheri bianco é um vinho de corte composto pelas uvas Vermentino (até 70% do total), Sauvignon Blanc (até 40%) e Trebbiano (até 40%). Outras cepas brancas típicas da Toscana também podem ser utilizadas, desde que não ultrapassem, juntas, 30% do corte.

Caso haja pelo menos 85% de Vermentino no vinho, ele pode ser rotulado como Bolgheri Vermentino, ou Bolgheri Sauvignon, se houver pelo menos 85% de Sauvignon Blanc no corte.

Um vinho tinto de Bolgheri, Bolgheri rosso, ou então um rosé, Bolgheri rosato, pode ser um varietal de Cabernet Sauvignon, Merlot ou Cabernet Franc. No caso de vinhos de corte, além dessas três cepas o vinho pode trazer Syrah e Sangiovese, em uma proporção máxima de 50% de cada uma dessas uvas. Outras cepas tintas típicas da Toscana também podem ser utilizadas, desde que não ultrapassem, juntas, 30% do corte.

Para ser rotulado como Bolgheri Superiore, o vinho precisa amadurecer pelo menos 2 anos, sendo um deles em barril de carvalho. Além disso, há também uma exigência de maior controle do rendimento da vinha.

Um vinho rotulado como Bolgheri Sassicaia, por sua vez, além de ter o rendimento da vinha ainda mais restrito, é um vinho no qual a Cabernet Sauvignon tem uma participação de, pelo menos, 80% do total. Essa é, na opinião de muitos, a melhor expressão dos vinhos de Bolgheri.

De qualquer forma, estamos sempre lidando com vinhos tintos intensos, com um rubi escuro, muitas vezes impenetrável, e com grande capacidade de envelhecimento. Os aromas são associados a frutas silvestres maduras e doces, às vezes com notas balsâmicas e com uma pitada de especiarias. São vinhos de marcante acidez, taninos densos, e final longo. Sempre equilibrados e harmoniosos.

Bolgheri é um destino perfeito para conhecer o estilo italiano de vinificar uvas de Bordeaux. Bolgheri é um destino perfeito, na verdade, para todos os enófilos curiosos, desse mundo!

Para encerrar, se quiser ler sobre a diferença entre uvas nativas, como as normalmente usadas na Itália, e uvas internacionais, como as de Bolgheri, clique aqui.




Você está em

Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.