Encostas D'Aire

Seja bem-vindo à Portugal. Bem-vindo ao norte da região vitivinícola de Lisboa, onde são produzidos os vinhos da denominação de origem Encostas D’Aire. Aproveite a viagem!

O nome. Por que Encostas D’Aire? Porque estamos na região da Serra de Aire, elevação que chega a 678 metros de altitude, e que é conhecida, entre outras coisas, pelas suas deslumbrantes grutas naturais.

Encostas D' Aire está oficialmente reconhecida como denominação de origem desde 2005, assim como suas sub-regiões Alcobaça e Ourém, mas a vitivinicultura, aqui, vem de longa data.

A produção local é de fato, muito grande. Mas a maior parte dela é de vinho que não se enquadra dentro da legislação oficial da denominação de origem, e costuma ser considerado de baixa qualidade. Certamente não é desse vinho, chamado na Europa de vinho de mesa, que estamos falando. Mas, se quiser ler mais sobre o termo vinho de mesa, e entender o seu significado em diferentes locais, clique aqui.

Os vinhos rotulados, oficialmente, como Encostas D’Aire podem alcançar níveis de qualidade exemplares, e podem ser tintos, brancos ou rosés, além daqueles rotulados como Medieval de Ourém.

As castas tintas autorizadas para a produção de vinhos, em Encostas D’Aire, são principalmente Aragonez, Baga, Castelão, Tinta Miúda, Touriga Nacional e Trincadeira, que devem representar, juntas ou separadamente, ao menos 65% do corte do vinho.

Os vinhos tintos dessa denominação de origem costumam ser de cor clara rubi, e de caráter leve, ou ligeiro. Equilibrados, apresentam uma adstringência na juventude que vai se atenuando com o passar do tempo.

As principais castas brancas autorizadas, por sua vez, são Arinto, Fernão Pires, Ratinho, Seara Nova, Tamarez e Vital, devendo compor, também, pelo menos 65% do corte.

Os vinhos brancos de Encostas D’Aire normalmente são de cor amarelo citrino, com aromas marcantes e tipicamente frutados, e também com notável persistência.

Uma curiosidade? O Tratado Teórico e Prático da Agricultura das Vinhas, da Extracção do Mosto, Bondade e Conservação dos Vinhos, e da Destilação das Águas Ardentes, escrito em 1822 por Teixeira Gyrão, já fazia referência aos vinhos de Ourém, sub-região de Encostas D’Aire.

Para encerrar, se quiser ler mais sobre a produção de vinhos em Portugal, clique aqui.

 




Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.