Tem algum curioso por aí?

Se você for um deles, acompanhe... Você vai perceber que, quando o assunto é vinho, assunto é o que não falta!

 Você sabe de onde vem a palavra vintage?

Tudo que é vintage parece que está na moda, da mobília ao vestuário. Estamos falando de coisas que são, ou que imitam ser, antigas, de época, de outros tempos. Mas foi no mundo do vinho que essa palavra surgiu. Ela é utilizada para se referir a um vinho safrado, Champagne ou Porto, por exemplo. Significa que o vinho é de uma colheita específica.

Mas vamos lá. Primeiro vamos buscar no francês. Vin quer dizer vinho. Âge significa idade. Vendange é vindima, ou colheita das uvas. Vintage vem de vendange, ou melhor, de vendenge, que era a forma utilizada na Idade Média, e que, por sua vez, vem do latim vindemĭæ.

 Você tem ideia de quanto vinho falsificado existe no mundo?

Algumas estimativas, talvez pessimistas, sugerem que até 20% do vinho disponível no mercado mundial seja falsificado. E esse índice subiria muito nos países asiáticos. Há quem acredite que 50% dos rótulos franceses encontrados à venda na China sejam falsificados.

Como isso é possível? Reutilizando garrafas das grandes grifes de vinho do mundo, para vender gato por lebre. Ou seja, vinho barato a preço caro. Cientes desse problema, produtores e associações estão criando alternativas que dificultem ou até mesmo impeçam esse tipo de fraude.

 Você sabe a diferença entre uma uva vinífera, e uma uva de mesa?

As uvas utilizadas para a produção de vinhos finos são necessariamente da espécie Vitis vinifera, como por exemplo a Cabernet Sauvignon, ao passo que as uvas que consumimos in natura podem ser Vitis vinifera como a Thompson sem semente e a uva Itália, ou então de outras espécies, como a Niágara, que é uma Vitis labrusca.

O fato é que uma uva vinífera, mais apropriada para a produção de vinhos, costuma ser menor, normalmente é cheia de sementes, tem uma polpa mais líquida e tem a casca mais grossa. Não custa lembrar que os taninos, tão apreciados no vinho, estão presentes nas cascas e nas sementes. Vale ressaltar também que uma uva vinífera apresenta maior acidez e um maior percentual de açúcar.

As uvas de mesa podem ou não ter sementes, mas costumam apresentar casca mais fina, portanto mais fácil de mastigar, polpa mais firme e menor acidez, o que faz com que sejam mais agradáveis ao paladar, quando consumidas in natura.

E, se você é do tipo que adora curiosidades, que tal continuar a leitura, clicando aqui e também aqui?




Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.