Quem produz quanto vinho?

Vira e mexe aparecem por aí rankings dos países produtores de vinho. Mas comparando todos eles, há sempre mais consensos que discordâncias. França e Itália, por exemplo, disputam acirradamente o primeiro lugar.

Mas afinal, quais países mais produzem vinho pelo mundo, e o quanto é produzido?

A OIV, Organização Internacional da Vinha e do Vinho, certamente é das melhores fontes para esse tipo de informação, provavelmente a melhor.

Segundo a OIV, depois do pico de produção de vinho de 2013, que contabilizou praticamente 29 bilhões de litros no total, os anos seguintes foram bastante parecidos, com quase 27 bilhões de litros produzidos em 2014 e 27,4 bilhões de litros estimados em 2015.

A pequena variação entre 2014 e 2015 significa 2% de crescimento, na produção de vinho de 2015, sobre o ano anterior.

E onde foi feito todo esse vinho, em ordem decrescente?

Chamam a atenção, especificamente, algumas situações.

 Itália foi o maior produtor, mas Itália e França seguem disputando o tradicional primeiro lugar, invertendo as posições registradas em 2014.

 A Europa, como um todo, viu sua produção crescer em 2015, salvo algumas exceções, como a Espanha, que vem em um natural declínio depois de uma excelente performance alcançada em 2013.

 A previsão para a Argentina é de que 2015 tenha sido um ano de menor produção, comparado com os dois ótimos anos anteriores.

 No Chile o cenário é o de um ano excelente, se comparado ao ano anterior, que havia sido prejudicado por fortes geadas.

 Na Austrália, a produção de 2015 é praticamente igual a de 2014, apesar da queda na área dedicada ao cultivo das vinhas, vista nos últimos anos.

O fato é que, nesses 18 países, estão mais de 90% de toda a produção vinícola mundial.

Haja enófilo para tanto vinho! Haja motivo para tanto brinde! Mas a gente dá conta!




Você está em

Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.