Afinal, o que é um clarete?

A palavra vem de claro. Mas a que se refere, no mundo dos vinhos? A muitas coisas, diferentes entre si... Mas que a gente vai explicar!

 Na Idade Média

Clarete era o apelido para um certo tipo de vinho de Bordeaux, lá nos séculos 13 ou 14. Eram vinhos de cor rosa pálida, produzidos pela fermentação conjunta de uvas de pele escura e de pele clara, de variedades já extintas. Essas uvas, muito tânicas e pouco aromáticas, eram colhidas precocemente, e eram maceradas e fermentadas por pouco tempo. E, como os vinhos ainda não eram armazenados em garrafas, mas sim em porosos barris, eles perdiam rapidamente as suas características de juventude.

 Durante o Renascimento

Foi quando os consumidores de vinho começaram realmente a dar a devida importância para a localização dos vinhedos. Antes disso, os consumidores preocupavam-se mais com a idoneidade dos comerciantes, e com as condições de transporte para que o vinho não estragasse durante os longos trajetos. Nessa época, o termo clarete passou a ser usado para se referir aos novos tintos, muito valorizados, que surgiam em Bordeaux: secos, de cor profunda, bastante tânicos, muito longevos.

 Atualmente, segundo os britânicos...

Os britânicos continuam a utilizar a palavra clarete para se referir ao vinho típico de Bordeaux, e a vinhos produzidos no estilo bordalês, a partir do corte de Cabernet Sauvignon e Merlot. Mas, para a confusão aumentar, a palavra clarete também é usada, principalmente pelos britânicos, para se referir a vinhos tintos de maneira geral.

 Atualmente, segundo os franceses...

Aqui, sim, a confusão ganha os contornos típicos do mundo do vinho. Em Bordeaux, clarete refere-se a um tipo de vinho rosé, mais escuro que o normalmente esperado para um rosé, com uma cor de morango. Produzido principalmente com Merlot, esse vinho combina taninos leves de um vinho tinto com o frescor de um rosé. É o chamado Bordeaux Clairet, que busca resgatar as tradições dos primeiros vinhos de Bordeaux.

 Atualmente, segundo os espanhóis...

E, como polêmica parece ser um ingrediente do vinho, para os espanhóis, principalmente de Rioja, clarete tem um outro significado. Claretes, nesse caso, são os vinhos rosés muito claros, produzidos pela mistura de vinho branco e vinho tinto (prática rara), ou então pela mistura de uvas brancas e tintas (maceradas), antes da etapa da fermentação. Na Espanha, vinhos rosés produzidos por outros métodos, como maceração curta, compressão direta ou sangria, são chamados Rosados. Se quiser ler sobre as diferentes formas de se produzir um vinho rosé, clique aqui.

É até engraçado que, uma mesma coisa, queira dizer tantas diferentes coisas... Sinceramente? O melhor desta história é degustar um vinho com prazer, independente de como cada um queira chamá-lo...




Você está em

Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.