Shiraz

Para os franceses, Syrah. Para os australianos, Shiraz. Chame-a como quiser. Mas desfrute seus prazeres.

Essa é uma das cepas mais antigas que conhecemos. Em contrapartida, uma das mais interessantes, da atualidade.

Dizem que essa é uma cepa nativa do Rhône. Mas outros dizem que não, que essa uva foi trazida do Oriente Médio por um cavaleiro das Cruzadas, e que é nativa da cidade iraniana de Shiraz, daí seu nome. Há uma lenda, também, que diz que seu nome refere-se à expressão “Darou-é-Shah”, que quer dizer o remédio do rei. Aliás, se quiser ler mais sobre a origem do nome de algumas castas, clique aqui.

No Rhône, essa é a principal cepa, presente em varietais e em famosos cortes. Na Austrália, é um ícone. Mas, além disso, é amplamente cultivada, em muitas outras regiões do mundo, como a francesa Provence, a África do Sul, a Califórnia... Na realidade, é uma cepa cultivada em praticamente todos os países produtores de vinho.

As vinhas dessa uva tendem a crescer de forma abundante, o que exige muito controle pelo viticultor, que deve realizar podas para concentrar o sabor das uvas.

Mesmo a maioria dos vinhos produzidos à base de Syrah sendo tintos secos, é possível também encontrar essa uva em espumantes, rosés, e até em vinhos de sobremesa.

Essa uva é muito influenciável pelo terroir, adquirindo sabores e características bem diferentes, dependendo de onde é cultivada. Apreciadores de vinhos costumam gostar de Syrah, ou Shiraz, de estilos variados.

O típico Syrah do Velho Mundo é medianamente escuro e tem um sabor concentrado, muitas vezes com notas de terra. Esse costuma ser um vinho denso, esfumaçado e herbáceo.

Já os exemplares do Novo Mundo em geral são mais escuros, mais opacos, mais alcoólicos, mais frutados e com taninos mais intensos.

Os aromas mais frequentemente associados à Shiraz são framboesa, amora, ameixa, cereja, groselha, pimenta, canela, cravo, chocolate, baunilha, café, couro, fumo, menta, anis, flores selvagens e violetas.

As melhores harmonizações de um Shiraz acontecem com carne bovina, cordeiro, vitela, carne de porco e queijos duros e semiduros. Temperos fortes, como alho, cebola, pimenta, mostarda, alecrim, tomilho e louro, também são bons parceiros.

E, independente da harmonização, o melhor parceiro para esse vinho, sem dúvida, somos nós!




Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.