Argentina

Os vinhos argentinos costumam agradar muito ao paladar dos consumidores brasileiros, com Malbec poderosos e Merlot elegantes, sem falar nos instigantes e ainda pouco conhecidos Bonarda, e nos cada vez mais presentes Torrontés brancos, produzidos somente lá.

As crises econômicas do país fizeram o consumo interno cair, e, em busca do mercado internacional, a Argentina desenvolveu uma indústria altamente profissionalizada, capaz de surpreender os mais exigentes degustadores.

Quem acha que Argentina é sinônimo de Malbec, precisa conhecer melhor a Bonarda, a segunda uva mais plantada no país, que atualmente produz vinhos elegantes e ricos em especiarias. Aliás, o cenário argentino atual é bem mais diversificado do que se imagina. Com terroirs que se estendem até a gelada Patagônia, a Argentina é uma terra de contrastes, que vale a pena ser explorada! Veja, a seguir, as principais regiões produtoras de vinho argentino:

 Salta (Norte)A região vitivinícola mais alta do mundo, com uma das maiores amplitudes térmicas, é responsável por vinhos encorpados e de coloração profunda. A melhor expressão da região é o perfumado Torrontés de Cafayate.

 Tucumán (Norte) - As variedades plantadas em Tucumán são Tannat, Malbec, Shiraz, Bonarda, com destaque para Cabernet Sauvignon e Torrontés, que produzem excelentes resultados neste terroir.

 Catamarca (Norte) - Nessa região, uvas selecionadas de pequenas vinícolas dão origem a excelentes vinhos, onde se destacam, principalmente, o Torrontés e o Cabernet Sauvignon.

 La Rioja (Cuyo) - A La Rioja argentina produz Torrontés frutados e fáceis de beber, além de Bonarda e outros varietais. Não confunda com a La Rioja espanhola, famosa por seus Tempranillos.

 San Juan (Cuyo) - Essa é a segunda província da Argentina, em produção vinícola. Dentre todas as variedades cultivadas, os tintos Shiraz merecem atenção especial.

 Mendoza (Cuyo)A mais importante região vinícola da Argentina ostenta lindos vinhedos aos pés das montanhas, responsáveis por 80% da produção nacional. As vinhas são irrigadas pelo degelo da Cordilheira dos Andes, com água muito pura. Com diversas sub-regiões (a mais famosa delas é Maipú), Mendoza é considerada a terra do Sol e do vinho, com fantásticos Malbec, Bonarda, Cabernet Sauvignon, Merlot, Shiraz, e brancos Chardonnay e Torrontés, entre outros.

 La Pampa (Patagônia) - No árido deserto da região, as principais uvas produzidas são Merlot, Malbec, Cabernet Sauvignon e Chardonnay.

 Neuquén (Patagônia) O desértico Neuquén é uma região dedicada exclusivamente aos vinhos de alta qualidade enológica, com vinícolas modernas responsáveis por vinhos mais estruturados, principalmente Merlot e Pinot Noir.

 Rio Negro (Patagônia) - Rio Negro oferece os vinhos mais elegantes e equilibrados da Patagônia, com excelente relação entre álcool e acidez. São particularmente interessantes os brancos Semillón e Sauvignon Blanc, com peculiares toques minerais. Nos tintos se destacam Merlot, Pinot Noir e Malbec, com boa intensidade na cor e caráter singular.

Com tanta variedade de terroirs à disposição, os argentinos, que sempre foram um dos maiores consumidores mundiais de vinho, estão também entre os melhores produtores. E é fácil encontrar excelentes vinhos argentinos a preços muito atraentes. Saúde, ou melhor, salud!




Você está em

Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.