Hungria

Você sabe o que é “bor”? Vinho, em húngaro. A Hungria é um dos poucos países europeus que não usa uma palavra derivada do latim vinum, como vin, vino, viño, wijn, wein...

Mas o grande trunfo do vinho húngaro é, sem dúvida, a enorme quantidade de uvas nativas brancas, que conferem um caráter único aos dourados e picantes vinhos da Hungria, infelizmente ainda não muito conhecidos no Brasil.

O cultivo de uvas nas terras da Hungria teve início, pelo menos, nos tempos romanos; possivelmente começou durante a Grécia Antiga. Na Idade Média, essa foi uma região reconhecida pela qualidade dos vinhos que produzia. No século XX, o período pós-guerra foi cruel com essa reputação, pois, sob o controle estatal do comunismo, privilegiou-se produtividade em detrimento à qualidade e à diversidade.

Mais de 20 anos após a queda do regime comunista, os produtores húngaros de vinho estão recuperando as tradições que existiam antes da coletivização. Esse é um momento de redescoberta, principalmente, para recriar ou reabilitar algumas uvas nativas que foram quase extintas. Os resultados têm sido espetaculares.

As uvas típicas, raras e incomuns, mais importantes na Hungria, são as brancas Furmint (ácida e forte) e Hárslevelû (suave e aromática), além da tinta Kadarka.

Em 1997, foram definidas, por lei, 22 regiões vitivinícolas na Hungria. As principais são:

 Tokaj – responsável pelos vinhos Tokaji, considerados entre os melhores do mundo, produzidos principalmente com as uvas Furmint, Hárslevelû e Sárga Muskotály. Os mais famosos são os Aszú, vinhos de sobremesa produzidos com uvas botritizadas, mas cresce cada vez mais o número de brancos secos produzidos nessa denominação. Para ler mais sobre Tokaji, clique aqui.

 Kunság, Csongrád e Hajós-Baja – estas três regiões são responsáveis por cerca de metade do vinho produzido na Hungria, mas a maioria é bem simples, utilizado para consumo diário dos habitantes, apesar de também haver produção de alta qualidade, nessa parte do país.

 Eger – região conhecida por tintos elegantes, às vezes comparados aos exemplares de Borgonha (talvez pelo uso da internacional cepa Pinot Noir), e também pelos chamados Bikavér, tintos produzidos com corte de uvas regionais.

 Villány – nessa região são produzidos os melhores e mais encorpados tintos da Hungria, a partir de Cabernet Sauvignon, Merlot e Cabernet Franc, em cortes com Kékfrankos, Zweigelt ou Portugiesier.

 Szeksárd – região que também produz os tintos Bikavér, além de tânicos Kadarka, e Merlot e Cabernets cortados com Kékfrankos.

Bom, não é necessário ir a Budapeste, capital da Hungria, para conhecer um pouco da cultura desse povo... você pode começar, apreciando seus vinhos!




Você está em

Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.