Líbano

Sem dúvida, um dos mais antigos produtores de vinho do mundo (talvez o primeiro...). E que merece ser visitado, e revisitado...

Os vinhos libaneses, por princípio, são vencedores de grandes obstáculos. Apesar das condições geográficas e climáticas perfeitas, o país está em uma das áreas mais problemáticas do mundo, com conflitos constantes, internos e externos.

Mesmo assim, os enólogos do Líbano trabalham com determinação e otimismo, sentimentos típicos do povo libanês, em geral. Esse é um povo que faz, de cada refeição, um banquete e um motivo de comemoração, regado à vinho ou arak, um destilado aromatizado com anis, produzido a partir de uvas nativas chamadas Merweh e Obaideh.

A partir da década de 1990, a indústria libanesa de produção de vinho viu um enorme crescimento, com o número de produtores crescendo de 4 para 40! Vale ressaltar que cerca de 60% da população é muçulmana, com restrição ao consumo de álcool por motivos religiosos.

Às margens do mar Mediterrâneo oriental, o Líbano é um país de pelo menos 4 milhões de habitantes (não há censo oficial desde 1932). Mas é, também, um país marcado pelos movimentos migratórios. Somente no Brasil, estima-se que os descendentes de libaneses somem mais de 7 milhões de pessoas.

A maioria dos vinhedos do Líbano está localizada no fértil Vale de Bekaa. Região de verões quentes com noites sempre frias proporcionam alta amplitude térmica, e invernos rigorosos. Apesar do excesso de neve, as temperaturas não atingem números prejudiciais às videiras, apesar de serem suficientemente baixas para proporcionar as condições necessárias à produção de Icewine.

Zahle, uma cidade de 150.000 habitantes, é a capital do Bekaa, e é conhecida como a Cidade do Vinho e da Poesia.

As cepas tintas mais comuns nos vinhos do Líbano são as internacionais Cinsault, Grenache, Carignan, Mourvèdre, Syrah, Cabernet Sauvignon, Merlot, Cabernet Franc e Petit Verdot. Entre as brancas, destacam-se Chardonnay, Muscat, Sauvignon Blanc, Sémillon e Viognier, além das nativas Merweh e Obaideh.

Mais do que exótico, o vinho libanês costuma ser um produto de qualidade, que vale a pena ser experimentado, e degustado! Cerca de 50% de sua produção segue para mercados de exportação, sendo os principais consumidores os ingleses, franceses e americanos. Quanto se produz? Menos de 10 milhões de garrafas, por ano.

Quem sabe nós, brasileiros, também não podemos incluir esses vinhos na nossa lista de degustações?




Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.