Japão

Engana-se quem pensa que no Japão só tem saquê... Que tal conhecer os vinhos deste país?

Aqui, a vinha é cultivada há séculos, ainda que em pequena escala. Acredita-se que as primeiras cepas chegaram ao país no ano de 718 d.C., levadas por monges budistas, interessados em suas propriedades medicinais. Mas a produção comercial de vinho local aconteceu somente no século 19.

Produzir vinho no Japão não é tarefa fácil. A começar pelo preço da terra. Nesse pequeno país, mas de numerosa população, não há terra disponível a preço barato. Pelo contrário.

Os solos são ácidos e férteis. Não são, nem de longe, a melhor opção para os vinhedos...

Além disso, o clima no país está longe de ser o ideal para o cultivo da vinha. A posição latitudinal é perfeita, a mesma do Mediterrâneo. Em compensação, há enorme influência marítima, tanto do Mar do Japão, como do Oceano Pacífico. Com isso, vemos precipitações abundantes, e excesso de umidade.

Mas o japonês é um povo persistente. Todos conhecem sua capacidade de, respeitando a natureza, vencer os obstáculos impostos por ela.

Assim, para proteger as cepas de tamanha umidade e permitir maior ventilação, criou-se um sistema de arames que elevam os cachos a determinada altura, e que os mantém abrigados, debaixo das próprias folhas. Assim são muitos dos vinhedos japoneses.

A variedade japonesa de Vitis vinifera mais conhecida é a Koshu, uma uva rosada cultivada tanto para a produção de vinho, como para o consumo como uva de mesa. Aliás, vale ressaltar que, no Japão, menos de 10% das uvas cultivadas são utilizadas para a vinificação.

E como são os vinhos japoneses, afinal? Na sua maioria, brancos.

Quando produzidos com a cepa Koshu, costumam ser secos ou semissecos, leves e aromáticos, e sem envelhecimento em carvalho. Já quando produzidos com a uva Delaware, originalmente americana, os vinhos são aromáticos e doces.

Apesar das dificuldades, os últimos anos viram crescer as tentativas de cultivo de variedades europeias, como Chardonnay, Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc e Merlot. Já é possível encontrar vinhos destas cepas, bastante equilibrados em seu caráter frutado e estrutura de taninos.

O povo japonês, que cada vez consome mais vinho, ainda prefere o vinho importado ao produzido localmente. Mas as vinícolas japonesas, atentas à concorrência, têm se empenhado, e muito, para produzir vinhos de qualidade, buscando equipamentos tecnologicamente modernos, e investindo na formação de seus enólogos.

Que tal ficar de olho nos vinhos japoneses, então?

E, já que o assunto são vinhos de origem inusitada, se quiser ler sobre a produção vitivinícola na China, clique aqui. Ou então, no México, clique aqui.




Você está em

Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.