Geórgia

Vamos por partes. Uma informação por vez. Para a gente não perder nada...

A Geórgia é um país de menos de 5 milhões de habitantes. Transcontinental, está localizado na fronteira entre a Europa e a Ásia.

Fez parte da antiga União Soviética. Durante esse período, inclusive, o país viu boa parte de seus vinhedos serem convertidos em plantações de melão, atendendo à política antialcoolismo promovida por Mikhail Gorbatchev.

Mas a cultura da vinha e a produção de vinho, na Geórgia, são tradições muito antigas, e que sobreviveram a esse período. Na realidade, mais do que isso. Acredita-se ter sido nesse lugar que a produção de vinho teve o seu início, há mais de 7.000 anos.

A palavra “vinho” é considerada derivada da palavra “gvino”, em georgiano.

Até hoje, é comum que as famílias georgianas cultivem videiras e produzam o próprio vinho. O vinho é, sem dúvida, parte da cultura desse povo.

Há mais de 500 diferentes variedades de uvas autóctones, ou nativas, cultivadas na Geórgia. Comercialmente, mais ou menos 40 delas são usadas na vinicultura. Se quiser ler mais sobre uvas autóctones, clique aqui.

As principais uvas da Geórgia, as mais difundidas, são:

 Rkatsiteli, branca que produz vinhos muito encorpados.

 Mtsvane, branca que produz vinhos minerais de guarda.

 Saperavi, tinta que produz vinhos profundos e persistentes.

O clima, na Geórgia, é extremamente favorável ao cultivo da videira. Os verões não costumam ser excessivamente quentes, e os invernos são suaves e sem geadas. Os vales que abrigam os vinhedos são regados por rios com águas ricas em minerais.

Os vinhedos georgianos ocupam uma área de aproximadamente 45.000 hectares de terras, segundo algumas fontes, mas que pode chegar a 70.000 hectares, de acordo com outras. Os vinhedos estão divididos em 18 denominações de origem específicas. Cerca de 70% do total da produção de vinho vem de uma região chamada Kakheti. E o país produz cerca de 150 milhões de vinho a cada ano.

Por fim, uma peculiaridade da vinicultura da Geórgia: lá, os vinhos são muitas vezes armazenados em grandes vasilhames de barro chamados Kwewris, sendo envasados apenas no momento da venda.

Quando falamos em vinhos da Geórgia, estamos falando, sobretudo, de tradição. E isso é sempre muito bem-vindo para amantes do vinho, não é mesmo?




Você está em

Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.