Você acredita em superstição? E em vinho?

Uma bebida que atravessou milênios, como o vinho, tem certamente muita história para contar, de tradições, e também, de superstições.

 Quem tem família italiana já deve ter visto essa: se sem querer você derrubar a garrafa ou a taça de vinho, deve passar um pouco do líquido derramado atrás da orelha, com a ponta do dedo, para trazer boa sorte.

 Romanos antigos acreditavam que derramar vinho era um mau presságio, sinal de que algo de ruim estava para acontecer.

 Em Portugal, por sua vez, acredita-se que somente o fato de derramar vinho sobre a mesa já traz sorte para toda a casa.

 Na Alemanha, mais especificamente no distrito de Varnhalt, cidade de Baden-Baden, as últimas uvas colhidas de cada safra são levadas em carros de boi, para evitar que toda a colheita daquela safra azede.

 Falando em Alemanha, dizem que no país, quando uma pessoa morre, o vinho de sua adega deve ser agitado, o mais rapidamente possível. Por quê? Para não azedar.

 No Egito Antigo, os túmulos dos faraós continham vinho, pois eles levavam a bebida consigo para o que eles acreditavam ser a vida após a morte.

 E, falando em morte, muitos romenos, antes de beberem vinho, entornam uma pequena quantidade no chão, honrando e oferecendo aos amigos que já se foram.

 Na Lituânia, existe a lenda de que na véspera de Natal, exatamente à meia-noite, a água vira vinho e animais falam, se não houver ninguém por perto.

 Alguns pescadores, durante tempestades, costumavam derramar vinho no mar, para acalmar as águas.

 O mar, aliás, divide outras superstições, com o vinho. A mais famosa delas é o batismo de embarcações, ritual realizado com a quebra de uma garrafa de espumante na proa da embarcação. Para ler mais sobre essa tradição, que teve início na Idade Média e se perpetua até hoje, clique aqui.

 Dizem, até, que a máxima “quem pegar o último não casa”, tem sua origem no vinho. Há um provérbio italiano que diz que “una donna non dovrebbe mai avere le ultime gocce di vino dalla bottiglia”, ou seja, uma moça não deve nunca beber as últimas gotas de vinho de uma garrafa. A não ser, é claro, que queira ficar solteira.

Por via das dúvidas, mesmo quem não acredita piamente nessas crenças, às vezes acaba acatando, e seguindo. Sabe por quê? Porque talvez não custe nada prevenir...




Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.