Vinho Pét-Nat

Muitos mercados, não somente o do vinho, assistem a uma busca por produtos naturais e elaborados por técnicas antigas, às vezes erroneamente consideradas “ultrapassadas”.

Assim, tem crescido o interesse por vinhos feitos com uvas pisadas em lagar, por vinhos orgânicos, por vinhos fermentados em talha, e assim por diante. Nesse contexto, um tema que tem aparecido, aqui e ali, são os vinhos de estilo Pét-Nat. Você já ouviu falar?

Pét-Nat é o apelido dado para os vinhos produzidos no estilo Pétillant-naturel, termo francês que significa “espumante natural”, ou “efervescente natural”.

Um Pét-Nat é um vinho produzido pelo método Ancestrale, uma maneira de se produzir vinhos espumantes que precede o método Champenoise, utilizado em Champagne.

O método Ancestrale também é conhecido como método Dioise (pronuncia-se como se fosse “diuáze”), ou seja, método de Diois (pronuncia-se “diuá”), região que faz parte dos Alpes Franceses. Essa maneira de produzir vinho, associada normalmente ao sul da França, teria sido desenvolvida ainda no século 16, em Limoux, por monges.

Alguns produtores do Vale do Loire também utilizam esse método para diferenciar seus vinhos, desde a década de 1990. Mais recentemente, o Pét-Nat caiu nas graças, também, de algumas vinícolas americanas, e na verdade já existem tentativas de se produzir esse vinho em muitos lugares, até por exemplo, na Austrália.

Um Pétillant-naturel é um vinho engarrafado ainda durante a primeira fermentação, antes de todo o açúcar ter sido convertido em álcool. Como a fermentação continua a acontecer dentro da garrafa, o processo gera gás carbônico. Teoricamente falando, essa é a maneira mais simples de se produzir um vinho espumante, mas na prática, é necessária muita expertise para escolher o momento certo do engarrafamento, e para obter controle sobre a produção.

O Pétillant-naturel não requer adição de sulfitos, pois ele fica em fermentação constante até o engarrafamento, e, depois, o dióxido de carbono produzido pela fermentação atua como uma proteção natural contra a oxidação. Se quiser ler mais sobre sulfitos, clique aqui.

Mas como é o vinho, afinal? Ele pode ser branco, rosé ou tinto. Muito fresco e fácil de beber, não é um espumante complexo como um Champagne, nem tem a sua longevidade. Costuma ter menor efervescência, um teor alcoólico mais baixo, e um sabor ligeiramente adocicado, embora existam exemplares mais secos.

Um Pétillant-naturel é um vinho rústico, artesanal e autêntico, sendo muito representativo do seu terroir de origem. Um vinho muito antenado com as questões da atualidade.

Para procurar um vinho Pétillant-naturel, uma dica: além de procurar rótulos com as expressões Pétillant-naturel, Pét-Nat, método Ancestrale, ou método Dioise, fique também de olho no gargalo, pois as garrafas costumam ser fechadas por tampa metálica em forma de coroa, assim como as utilizadas nas cervejas.

Vale a pena conhecer esse vinho! Aliás, tem algum vinho que não vale a pena conhecer?!

Para encerrar, se quiser ler sobre as diferentes maneiras de se produzir vinhos espumantes, clique aqui.




Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.