Vinhos e vulcões

Você já deve ter visto, várias vezes, a expressão “solos vulcânicos”, referindo-se a determinado vinho ou vinhedo. Afinal, por que alguém escolhe plantar (e viver) perto de um vulcão?

Porque os depósitos vulcânicos são capazes de desenvolver uma das terras agrícolas mais interessantes do planeta!

Obviamente vulcões ativos representam um risco de erupção eminente, capaz de arrasar tudo o que estiver ao redor. Por outro lado, vulcões extintos e o cultivo em solos de antigas regiões vulcânicas, não representam risco, e sim, inúmeras vantagens.

Num primeiro momento, as cinzas de um vulcão em erupção podem ser prejudiciais para as formas de vida vegetal e animal atingidas. Porém, a longo prazo, essas cinzas são muito benéficas para o solo onde elas acabam depositadas, tornando-os mais fáceis de arar, e liberando minerais e nutrientes.

Da mesma maneira, a lava de um vulcão, principalmente quando composta por rochas como basalto e calcário, levará ao entorno nutrientes e minerais, que serão liberados no solo, ao longo do tempo.

O efeito dos vulcões em terras agrícolas faz com que esses solos tornem-se ricos em elementos químicos como cálcio, potássio, sódio, ferro, magnésio...

Além disso, as rochas formadas a partir das atividades vulcânicas podem criar ambientes hostis para outras formas de agricultura, mas ideais para as vinhas.

Algumas regiões com áreas vulcânicas dormentes são conhecidas por excelentes vinhos. Quer bons exemplos de solos vulcânicos de onde vêm excelentes vinhos?

 Na região italiana da Campania, muito perto de Nápoles, está o Vesúvio. A região, intensamente cultivada desde antes do nascimento de Cristo, é muito utilizada para o cultivo de vinhas.

 Na Hungria, as atividades vulcânicas do passado conferiram ao solo de Tokaj uma mineralidade incrivelmente rica, que pode ser sentida em seus vinhos. Se quiser ler mais sobre os vinhos Tokaji, clique aqui.

 Na Nova Zelândia, na Ilha do Norte, solos vulcânicos combinados com muita chuva, verões quentes e invernos suaves, produzem colheitas abundantes e vinhos incríveis.

 No arquipélago espanhol das Ilhas Canárias encontramos Lanzarote, onde uma grande erupção cobriu um terço da ilha, que ficou famosa pela produção de vinhos doces elaborados com uvas secas Malvasia.

O vinho, pelo jeito, faz a gente rever conceitos. Nada mal ser vizinho de um vulcão...




Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.