Barbera

Nativa do Piemonte, no noroeste da Itália, a Barbera é a uva mais plantada na região. Apesar de o Piemonte ser famoso pelos vinhos tânicos produzidos com a uva Nebbiolo (Barolo e Barbaresco), são os Barbera, vinhos de estrutura leve, que são consumidos no dia a dia do piemontês.

A Barbera empresta seu nome para duas das 58 denominações de origem do Piemonte: Barbera d’Asti e Barbera d’Alba. O vinho de Asti tende a ser frutado, e menos estruturado, com pouco carvalho durante a vinificação. Já o vinho de Alba reflete a proximidade geográfica com a produção de Nebbiolo, com um resultado mais concentrado e estruturado, mais beneficiado pela passagem por barris de carvalho.

Comum também em outras regiões da Itália, como Emilia-Romagna, Puglia, Campania, Sicília e Sardenha, a Barbera acompanhou os emigrantes italianos em suas viagens para outros países, como Austrália, Argentina, Estados Unidos, e até Brasil, sendo responsável por vinhos de qualidade também fora de sua terra natal.

É possível reconhecer a Barbera por diversos nomes regionais ou sinônimos, como: Barbera d’Asti, Barbera d’Alba, Barbera d’Aosta, Barbera Belas, Barbera Dolce, Barbera Forte, Barbera Grossa, Barbera Riccia, Barbera Sarda, Barbera Vera, Barbare, e Barbera del Monferrato.

Essa é uma cepa muito vigorosa e de altos rendimentos (até 5 toneladas por hectare). Os melhores Barbera, no entanto, tendem a ser de vinhas bem podadas e com cachos de uva menores, com sabores mais concentrados.

A Barbera é muito utilizada em vinhos de cortes, principalmente com Sangiovese ou com Nebbiolo. Mas também é vista em vinhos varietais (cada vez mais comuns na Itália, junto com um crescente movimento de rotulagem do nome da uva, como no Novo Mundo).

Naturalmente rica em acidez, e com poucos taninos, os sabores típicos mais encontrados nos leves vinhos da uva Barbera são de cereja. Quando cultivada em climas mais quentes, como na Califórnia, também destacam-se toques de ameixa.

A Barbera produz vinhos de cor profunda (aproximando-se da cor do Syrah), e a maioria deles deve ser bebida quando jovem, sendo melhores aos 5 anos após o engarrafamento, do que aos 10, por exemplo.

Esses vinhos são muito versáteis na harmonização, combinando, por exemplo, com carne bovina ou carne de porco assadas, queijos azuis tipo gorgonzola, pizzas e pastas com molho à bolonhesa ou pomodoro, vegetais cozidos, e frituras à milanesa.

Aqueles que apreciam vinhos menos tânicos, como Merlot ou Carmenère, não devem perder a oportunidade de conhecer a Barbera!




Você está em

Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.