Bacchus

Nenhum nome é mais sugestivo, para uma uva, do que esse... Então, vamos conhecê-la?

Essa é uma cepa branca, de origem alemã. Mas o país com o qual ela é mais associada, atualmente, é o Reino Unido. Sim, os britânicos também fabricam vinho, para quem não sabia. Se quiser ler sobre isso, clique aqui.

Se a origem geográfica é clara, a genealógica não é. Há quem afirme que a Bacchus nasceu do cruzamento entre a Müller-Thurgau e a Silvaner, e há quem sustente que seus “pais” são a Silvaner e a Riesling. Para criar ainda mais confusão, várias fontes garantem que ela é fruto do cruzamento da Müller-Thurgau com uma uva que teria sido originária do cruzamento entre a Riesling e a Silvaner... Família confusa, essa!

Na Alemanha, a Bacchus aparece mais em vinhos de corte do que em varietais, fornecendo toques florais aos seus pares. Mas, em anos excepcionais, a Bacchus acaba sendo responsável por vinhos de sobremesa alemães bastante interessantes, muitos deles a partir de uvas botritizadas (atingidas pelo fungo Botrytis cinerea).

Mas os produtores alemães acabam dando preferência, mesmo, para o cultivo da Riesling, deixando a Bacchus para ser cultivada somente naqueles lugares onde a Riesling não apresenta bons resultados, em geral nas partes mais frias das regiões de Pfalz, Rheinhessen e Franken.

No Reino Unido, contudo, é onde a Bacchus alcança seu potencial, entregando vinhos de caráter herbáceo, frescos e aromáticos. Amplamente cultivada na Inglaterra, sendo uma das peças mais importantes do quebra-cabeças panorâmico do vinho inglês, a Bacchus costuma receber o apelido de Sauvignon Blanc da Inglaterra.

Além da Alemanha e do Reino Unido, essa cepa também é cultivada na Suíça e no Canadá.

De amadurecimento precoce, a Bacchus dá os seus melhores resultados em climas frios, e precisa de um rígido controle de rendimento, que garanta a concentração dos seus aromas e sabores.

Os aromas que costumam ser mais associados a Bacchus são os frutados e cítricos, com notas de noz moscada, cominho e groselhas brancas. A cor do vinho é amarela, de tonalidade clara, e os bons exemplares trazem muito equilíbrio entre doçura e acidez.

Para aproveitar o caráter de um vinho elaborado com a variedade Bacchus, as melhores escolhas são frutos do mar ou então carne de porco.

Por fim, voltemos ao nome. Bacchus, ou Baco, era como os romanos identificavam Dionísio. Ou seja, Baco era o deus romano equivalente ao grego Dionísio, sobre o qual você pode ler mais, se quiser, clicando aqui.




Você está em

Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.