O culto a Baco

Assim como Dionísio foi o deus do vinho na Grécia Antiga, Baco foi o deus do vinho dos romanos.

Com o declínio da Grécia, e a expansão do Império Romano, os deuses gregos foram incorporados na cultura e na mitologia romana. Assim, Dionísio deu lugar a Baco como o deus do vinho (apelido pelo qual já era conhecido na Ásia).

O culto a Baco tornou-se importante para os romanos aproximadamente em 200 a.C., e ficou conhecido como Bacchanalia, ou seja, Bacanal.

Inicialmente um ritual exclusivamente feminino, o culto a Baco era comandado por sacerdotisas conhecidas como bacantes, e acontecia somente em três ocasiões por ano.

Em um determinado momento, os ritos foram alterados, transformando o culto em um evento noturno, muito mais frequente, e incorporando muitos excessos, principalmente de caráter sexual. Além disso, ganhou proporções muito maiores, passando a incluir pessoas de ambos os sexos, de todas as idades e de todas as classes sociais.

O que se viu a seguir, em 186 a.C., foi a proibição dos Bacanais, em uma forte reação do senado romano, com a perseguição e morte de muitas pessoas ligadas ao culto, e a destruição de templos dedicados a Baco. Essa proibição pode ser considerada a primeira grande perseguição religiosa na Europa.

E por que o culto a Baco era tão mal visto? A má reputação desse festival deve-se à desordem e ao escândalo causados, à degradação dos costumes, aos excessos sexuais potencializados pelo consumo exagerado do álcool, ao caráter secreto e exótico dos rituais...

Além disso, o culto a Baco não tinha como finalidade o bem-estar coletivo, de Roma, mas sim a satisfação de desejos individuais. E isso fazia com que as autoridades tivessem receio de que as pessoas fossem tomadas pela lúxuria, perdendo totalmente a razão.

Assim, não se tratava apenas de uma questão religiosa ou moral. Os adeptos eram inclusive acusados de conspirar contra a República, apesar do culto não ter qualquer cunho político.

Mas não foi assim que Baco acabou entrando para a história, felizmente. Ele é lembrado, com alegria, como o deus do vinho, da colheita e da fertilidade. E acabou ficando mais famoso, inclusive, que Dionísio, o deus do vinho da mitologia grega!

Para encerrar, se quiser ler sobre Dionísio, clique aqui.




Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.