Grandes vinhos costumam ter nome mundialmente famoso. Seja do produtor, seja da região. Assim é com Châteauneuf-du-Pape. E esses vinhos, além de terem um nome memorável, também têm uma garrafa só deles...
 

Vinho

Todos nós sabemos o que é vinho. Mas de onde vem esse nome?
 
Degustar um bom vinho é um prazer! Conversar sobre esse tema, também! Que tal, então, um pouco mais de curiosidades, do mundo do vinho, para ter ainda mais assunto?
 
Você já pode ter degustado espumantes tintos. Champagne tinto, nunca! Por quê?
 
Por incrível que pareça, essa não é uma pergunta tão fácil, assim, de responder...
 
O mercado de vinhos premium e o mercado de vinhos de alto luxo são repletos de raridades. Mas, infelizmente, também apresentam algumas fraudes e falsificações.
 
Assim como Dionísio foi o deus do vinho na Grécia Antiga, Baco foi o deus do vinho dos romanos.
 
Os consumidores de vinho apresentam determinados padrões, de acordo com suas próprias experiências, mas também de acordo com a geração a qual pertencem...
 
Sabe quem está procurando? A Universidade de Zaragoza, da Espanha.
 
Bourgogne, em francês. Burgundy, em inglês. Para nós, Borgonha. Uma terra de vinhos de extrema elegância, e de fatos bastante curiosos!
 
O que é ser um predestinado? É estar designado, de antemão, a cumprir um certo destino. Assim é com a região de Champagne, que nasceu para ser o referencial de um estilo próprio de vinhos, para o mundo todo! Quer saber o motivo? Continue a leitura...
 
Já imaginou uma guerra de vinho? Ela existe, e é muito divertida!
 
O Dia de Santo Antônio é comemorado em 13 de junho. São João é comemorado em 24 de junho. São Pedro, no dia 29. O que isso lembra? Festa junina e vinho quente. Vinho muito quente.
 
O dia 1º de junho de 2016 talvez entre para a história do vinho, como o dia em que La Cité du Vin (A Cidade do Vinho) foi finalmente aberta ao público, depois de 3 anos de muito trabalho na construção.
 
Essa leitura vai surpreender a muitos. Acredite!
Muita gente deve lembrar de uma época em que era comum falar em “Champagne nacional”, para se referir aos nossos espumantes produzidos aqui no Brasil, e falar em “Champagne francês”, ou “Champagne verdadeiro”, quando o assunto eram, literalmente, os Champagnes verdadeiros.
 
Certamente é difícil separar a história do vinho da história dos povos do Mediterrâneo. Então, será que não é o caso de estudá-la, nas escolas?
 
Já reparou que muitas das grandes denominações de origem encontram-se em região de rios? Por que será?
 
O vinho é tão presente na Bíblia, que, segundo estudiosos, são mais de 225 referências ao vinho, no total. Para se ter uma ideia, em todo o Velho Testamento, o Livro de Jonas é o único onde não encontramos nenhuma referência ao assunto.
 
Onde alguns veem problema, outros veem oportunidade! Veja que interessante!
 
Isso é que mania de grandeza! Já pensou em um barril de vinho gigantesco? Pois é.
 
Uma mulher moderna e elegante, cujas atitudes e estilo sempre lembravam o bom e velho ditado “menos é mais”. Assim foi Elisabeth Bollinger (1899-1977), uma das mulheres que entraram para a história do mundo do vinho!
 
Se é verdade que a prática traz a perfeição, alguns produtores, com praticamente mil anos de existência e experiência na vitivinicultura, estão certamente “bem na fita”!
 
Certamente você já ouviu falar na UNESCO, Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura? Mas você sabe o que ela pode ter a ver, com vinho?
 
Um provérbio é uma frase curta, geralmente de origem popular, que sintetiza um conceito a respeito da realidade ou uma regra social ou moral. Por exemplo: Deus ajuda quem cedo madruga! E o que o vinho tem a ver com isso?
 
Todos os organismos vivos são projetados a partir de um código genético específico. Quer seja um ser humano, quer seja uma videira. E o mapeamento desse código é um avanço gigante da ciência!
 
Todo amante de vinhos fala em Velho Mundo, e em Novo Mundo. Mas, atualmente, existe um “novo” Novo Mundo nesse cenário! Que tal conhecê-lo?
 
Sempre alertamos, aqui, para a importância da moderação no consumo de álcool. Mas isso não é uma ideia nova, pelo contrário. Essa preocupação sempre esteve presente na história da humanidade, e do vinho.
 
Já parou para pensar nessa pergunta? Nós paramos.
 
Algumas músicas pedem uma taça de vinho. Outras músicas foram feitas pensando nele! No vinho!
 
Existe uma polêmica em torno da presença bíblica do vinho. Estaria a Bíblia se referindo a um vinho “normal”, sendo consumido (e até produzido) por Jesus? Algumas pessoas afirmam que o vinho em questão seria um líquido ainda  não fermentado, ou seja, suco de uva sem álcool. Será?
 
O Alentejo é um destino certeiro para os amantes do vinho. Mas, você sabia que, por pouco, não mudam o rumo dessa história?
 
Um patrimônio cultural, como o Vinho do Porto, um dos maiores embaixadores da cultura portuguesa ao redor do mundo, merece uma homenagem especial: o Dia do Vinho do Porto!
 
São tantas histórias a respeito do vinho, que algumas viram até marcas de recordes!
 
Maribor é uma cidade na Eslovênia, pequeno país do leste europeu. Na realidade, Maribor é a segunda maior cidade desse país.
 
Quem nunca pensou naquela casinha de campo? E se for na França? E se houver um vinhedo, no seu quintal? Já imaginou??? 
 
Assistir a um bom filme com uma taça na mão é um prazer imenso. Ainda mais se o vinho for bom. Ainda mais se o filme for sobre vinhos... Aceita algumas sugestões?
 
Sim, o assunto é São João. Mas a festa não é a nossa junina, e o vinho não é quente... Já ouviu falar na festa de São João do Porto?
 
Um castelo que começou a ser construído há mais de mil anos. Um dos nomes de maior prestígio no mundo do vinho! Bem-vindo ao Castelo de Barolo! Ou bem-vindo ao Castello di Barolo!
 
Talvez você tenha se atentado a um fato, talvez não: produzir vinho é, muitas vezes, um assunto de família! Por que será que vemos tantas vinícolas familiares?
 
A indústria que move o mundo do vinho é dinâmica, como toda indústria. Assim, é sempre bom acompanhar seu movimento. Você pode sempre, se surpreender!
 
Assim como o Cognac, o Armagnac e a Grappa, o Pisco é um destilado produzido a partir da uva. Um primo, portanto, do vinho.
 
Sim, já falamos dessa uva por aqui. Mais de uma vez, inclusive. Mas sempre há mais, e mais assunto. Quer ver?
 
Admirar, em português, signifca apreciar, ter em grande apreço, considerar com respeito e simpatia.
 
Existiria um local ideal para o plantio das vinhas? Se existisse, esse local seria o paralelo da latitude 45° N...
 
Uma pesquisa, publicada recentemente no periódico Revue Française d’Oenologie, nos conta um pouco sobre para onde caminha o consumidor francês de vinho.
 
Muitas vezes, por aqui, já citamos a OIV, Organização Internacional da Vinha e do Vinho. Afinal, o que é isso?
 
No Brasil existem, segundo o IBGE, um pouco mais de 80 mil hectares de área cultivada com videiras.
 
Uma lenda é uma história transmitida pela tradição. O mundo do vinho é, como sabemos, repleto de lendas. Conheça a do Torna-Viagem!
 
São muitas as frases célebres, já ditas, sobre o mais célebre dos vinhos espumantes. Selecionamos algumas...
 
A gente vive falando que vinho também é cultura, não é mesmo? Que tal, então, aprender a brindar em outros idiomas?
 
Essa é uma história verdadeira, daquelas capazes de emocionar.
 
Esse é um dos assuntos mais atuais, e mais polêmicos, de todos. Aquecimento global. E qual será o seu impacto, no mundo do vinho?
 
Os prazeres proporcionados pelo vinho são, não só de caráter sensorial, mas também espiritual. Assim tem sido, por milhares de anos.
 
Um vinho de corte une o que há de melhor em diferentes uvas. Mas que tal, também, unir países?
 
Uma das informações mais apreciadas, num vinho, é o nome da uva, ou das uvas utilizadas na sua produção.
 
Robert Parker exerce uma influência gigantesca no mundo do vinho. Para o bem, e para o mal.
 
Uma diversão, para quem aprecia a história por trás dos vinhos, é entender de onde vem o nome de cada uva.
 
Era uma vez uma uva, que foi extinta. Mas a história não acaba por aí...
 
Sabe aquele conhecedor de vinho super sofisticado, que até chega a ser desagradável? Pois é... Esse tipo de enófilo não costuma apreciar Beaujolais Nouveau, o vinho que todo esnobe adora detestar!
 
Menos de 7% do total de vinho produzido, no mundo, corresponde a vinhos espumantes. Mesmo assim, ou talvez até mesmo por isso, eles são muito especiais.
 
A gente adora estudar o vinho. A gente adora degustar o vinho. Já imaginou, então, fazer o vinho?
 
Abydos foi uma importante cidade do antigo Egito, uma região sagrada que também é um local de interessantes descobertas arqueológicas, relacionadas ao vinho!
 
A enologia é uma profissão que combina ciência e arte. E que, mesmo tão tradicional, evolui de maneira evidente, ao longo do tempo.
 
O mundo do vinho pode parecer formal, austero, chique e elegante. Mas ele também está repleto de histórias engraçadas e até mesmo bizarras. Vamos a uma delas. 
 
Quem nunca viu essa garrafa, que atire a primeira pedra...
 
Acredite ou não: existem vinhos falsificados. Mas felizmente existe, também, gente desenvolvendo maneiras de diminuir as chances disso acontecer...
 
Conhece um vinho rosé chamado White Zinfandel? Já parou para se perguntar se não tem algo errado com essa nomenclatura?
 
Já ouviu falar sobre esse concurso?
Essa é uma iniciativa da Recevin, Rede Europeia das Cidades do Vinho, constituída para defender os interesses das administrações locais europeias vinculadas economicamente ao vinho.
 
Cleópatra, conta a história, tomava banho de vinho... Sem falar no vinho que bebia...
 
Em 24 de agosto de 79 d.C., a cidade de Pompeia era destruída, por uma erução do Vesúvio. Mas o que o vinho tem a ver com isso? Evidências arqueológicas demonstram a importância do vinho para a antiga cidade de Pompeia, e seus arredores...
 
A íntima relação entre os ingleses e o vinho do Porto é antiga. Eles acabam, então, protagonizando algumas das melhores histórias com esse célebre vinho português...
 
O vinho inspira as pessoas. Pensando no vinho, elas dizem coisas inteligentes, poéticas, bem-humoradas...
 
Por trás de um grande vinho, muitas vezes, há também uma grande história familiar. Vamos a alguns exemplos...
 
Muitos homens da ciência, cada um ao seu tempo, dedicaram-se a estudar assuntos relacionados ao vinho. E todos eles contribuíram, de maneira significativa, para o desenvolvimento desse universo.
 
Imagine o Louvre das vinhas. Não é à toa que esse é o apelido do Domaine de Vassal, na costa mediterrânea da França... Já ouviu falar?
 
O vinho nem sempre esteve em garrafas. As garrafas nem sempre tiveram rolhas. As rolhas nem sempre foram fáceis de serem retiradas.
 
Há mais de 100 anos, em 1914, começava a 1ª Guerra Mundial, um dos momentos mais mortais da nossa história. E um dos momentos mais arriscados para Champagne.
 
Muito se fala do potencial econômico da China. Mas o que Bordeaux tem a ver com isso?
 
Ao que consta, Napoleão foi um notório consumidor de vinho.
 
Os produtores de Champagne apresentaram, recentemente, uma nova norma ambiental, mostrando que é sempre possível fazer escolhas mais inteligentes... 
 
Debates acalorados têm acontecido, tanto sobre orgulho, como sobre vergonha do que acontece no nosso país. No que diz respeito ao vinho, felizmente, não há discussão. Nosso desempenho tem sido exemplar!
 
Uma certa nostalgia nos leva a crer que tudo o que foi feito no passado, de alguma forma, era superior ao produzido atualmente. E, muitas vezes, essa é uma conclusão equivocada. Com o vinho, não é diferente.
 
Biodiversidade é o termo dado à variedade de formas de vida na Terra.
 
Ao que tudo indica, o cultivo da vinha e a produção de vinho já eram realidade, no Oriente Médio, 6.000 anos antes de Cristo.
 
Quanto degustamos um vinho produzido em outro país, é como se viajássemos um pouco para esse destino. É como se conhecêssemos, nesse momento, um pouco daquela cultura, daquela história, daquela geografia, um pouco daquele povo.
 
Estamos tão habituados a falar de uvas produzindo vinhos, que muitas vezes nos esquecemos que essas frutas também são responsáveis pela produção de outras bebidas, tão maravilhosas quanto.
 
A pisa das uvas é uma das imagens mais marcantes que o mundo dos vinhos pode nos oferecer! Vamos entender melhor essa tradição?
 
O mundo dos vinhos é tão imenso, que às vezes olhamos para tão longe, e não vemos o que acontece bem debaixo do nosso nariz... Que tal, então, algumas curiosidades sobre a produção de vinhos aqui, no Brasil?
 
O dia 17 de abril foi a data escolhida pela entidade que representa os produtores de vinho da Argentina. Nesse dia, homenageia-se o Malbec, como um símbolo da transformação da indústria do vinho argentino, e como uma estrela, que brilha pelo mundo afora.
 
Você pensa em um produtor de vinho, e a imagem que vem à cabeça é a de um experiente senhor, de idade avançada? Então saiba que, atualmente, também são muitos, os jovens talentos do mundo dos vinhos!
 
Melhor que um vinho, só mesmo um vinho com bons amigos, e boa conversa! Que tal levar algumas curiosidades, para a próxima degustação?
 
Para onde será que está caminhando o mundo do vinho?
 
Prepare seu passaporte. Quem gosta de vinho, vai querer conhecer esse lugar, previsto para ser inaugurado em 2016. O nome? Cité des Civilisations du Vin, ou Cidade das Civilizações do Vinho. Onde fica? Em Bordeaux.
 
Muito já se falou dos avanços tecnológicos que a indústria do vinho viveu, principalmente nas últimas décadas. Quer um exemplo? Clique aqui.
 
O vilarejo de Madiran, sudoeste francês, ao pé dos Pirineus, forma uma fronteira natural entre a França e a Espanha, e é a casa de grandes vinhos.
 
A virada do século 19 para o século 20 viu a maior tragédia da história do vinho acontecer.
 
Se você não conhece essa expressão, precisa ler. Mas, mesmo se já conhece, também vai apreciar...
 
Não existe uma história comprovada que marque a descoberta, ou a invenção do vinho. O que existem são mitos, fábulas e lendas. E elas são muitas, e muito interessantes!
 
O século 20 realmente foi marcante para o mundo do vinho. Mas a maior revolução aconteceu, sem dúvida, nos Estados Unidos, onde o século começou sob a Lei Seca, e acabou com o país entre os maiores consumidores de vinho do mundo!
 
A gente pisca, e o tempo passa. Outro ano chega, e a famosa virada do século, pela qual tanto esperamos, já ficou lá para trás, há muito tempo. Já ficou para trás, também, o falado final do mundo, que aconteceria em 2012.