Casablanca

A primeira videira foi plantada, no Vale de Casablanca, somente no final da década de 1970, quando os chilenos buscavam um terroir capaz de produzir brancos excepcionais. Rapidamente, esse nome entrou para o mapa do vinho.

Mais do que isso, Casablanca virou um ponto de referência, na vitivinicultura chilena. Atualmente, são muitos os produtores de prestígio que cultivam vinhas na região.

São mais de 6.000 hectares plantados, em vinhedos que ficam a 75 km de distância de Santiago, capital do Chile.

Trata-se de uma região costeira do Oceano Pacífico, e de clima frio. A proximidade do oceano traz manhãs frias sob fortes nevoeiros, característica perfeita para o cultivo de uvas de qualidade. No caso, Sauvignon Blanc, Chardonnay e Pinot Noir, principalmente.

Com o nevoeiro matinal, e a consequente redução das horas de exposição ao Sol, as uvas levam mais tempo para amadurecer, desenvolvendo maior complexidade, mais sabores, mais aromas, mais acidez natural e equilíbrio de açúcares.

Vale lembrar que Casablanca sofre influência direta da corrente de Humboldt, considerada a corrente mais fria do mundo, que acompanha as costas do Chile e do Peru.

Vale lembrar, também, que esse clima frio traz seu risco, é claro, como por exemplo, as geadas da primavera. Mas é o preço que se paga por um terroir tão específico.

Os solos, em Casablanca, são predominantemente graníticos, recobertos por argila vulcânica vermelha. E, como o granito é muito antigo, com até 100 milhões de anos, ele é bastante poroso, permitindo que as videiras empurrem suas raízes para baixo, alcançando e absorvendo minerais que são transferidos diretamente para o caráter de seus vinhos.

E são essas diferenças, entre Casablanca e as outras regiões chilenas, que fazem seus vinhos se sobressairem, chamando cada vez mais a atenção de enófilos do mundo todo.

Para conhecer Casablanca, comece pelos brancos Sauvignon Blanc e Chardonnay. Mas não deixe de degustar um exuberante Pinot Noir da região, bem como um surpreendente Syrah. Você não vai se arrepender.

Para encerrar, uma curiosidade: Casablanca é um vale sem rio. Isso faz com que os produtores locais sejam absolutamente comprometidos com o uso responsável da água, em seus sistemas de irrigação.

E, para ler mais sobre a produção chilena de vinhos, clique aqui.




Você está em

Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.