Sur lies, o que é isso?

Alguns termos do mundo dos vinhos são muito ditos, mas pouco entendidos. Esse é um deles...

Essa expressão francesa refere-se a vinhos que amadurecem em contato com as células mortas de leveduras, após a fermentação.

A decomposição dessas leveduras libera, gradualmente, compostos como polissacarídeos e aminoácidos, que interagem com o vinho.

O contato com essas borras de levedura exerce influência sobre a estrutura tânica dos vinhos, sobre o corpo, aroma, estabilidade... E essa é uma das principais razões da escolha do enólogo pelo processo de envelhecimento sur lie: desenvolver, ainda mais, estrutura, corpo, complexidade aromática, profundidade, e sabor de um vinho, conferindo, inclusive, mais estabilidade à sua cor.

Além disso, a maturação em borras também auxilia para que o processo de oxidação do vinho, durante o amadurecimento, seja mais lento e mais controlável.

Muitos espumantes, por exemplo, são submetidos ao amadurecimento em borras.

Segundo o regulamento de Champagne, por exemplo, todos os vinhos devem passar ao menos 12 meses em amadurecimento sur lies (dentro dos 15 meses mínimos de envelhecimento exigidos). Mas os produtores desta região acabam, por prática, fazendo com que a maioria dos vinhos passe por um período de 24 a 36 meses sur lies, enquanto os melhores rótulos de Champagne podem chegar a ficar até décadas sur lies. Bom, se quiser ler mais sobre Champagne, clique aqui.

Mas também é comum encontrar grandes vinhos tranquilos (não espumantes) que passam por esse amadurecimento sur lie. Procure, por exemplo, por bons vinhos brancos à base de Chardonnay, produzidos ao redor do mundo, da Borgonha à Califórnia, ou então, cortes de Sauvignon Blanc e Sémillon de Bordeaux, ou ainda, procure pelos Muscadet do Vale do Loire.

Aliás, você sabe a diferença entre Moscatel, Muscadelle ou Muscadet? Se quiser saber, clique aqui.

 Uma curiosidade

O vinho é tão sensível ao envelhecimento sur lies, que alguns são submetidos a ele somente por alguns dias, ou até mesmo, por algumas horas. E mesmo assim, já saem beneficiados.

 Um esclarecimento

Sur lie é uma técnica normalmente associada ao enriquecimento de vinhos brancos, espumantes ou não. Para os vinhos tintos, os produtores preferem utilizar a fermentação malolática. Contudo, grandes tintos da Borgonha são produzidos, sim, pelo amadurecimento sur lies.




Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.