Albalonga

A diversidade de uvas, na Alemanha, é impressionante. São pelo menos 100 diferentes cepas, que, como costumam dizer, vão de A, de Albalonga, até Z, de Zweigeltrebe. Então, hoje é dia de falar da primeira dessa longa fila!

A Albalonga é uma uva branca, cultivada principalmente em Rheinhessen, a maior região vinícola da Alemanha, que fica a cerca de 50 km de distância de Frankfurt.

Fora da Alemanha, existe uma pequena quantidade dessa uva sendo cultivada no Reino Unido.

Ela foi criada em 1951, pelo Professor Dr. Hanks Breider (1908-2000), enólogo e criador de vinhas que estudou biologia e genética, e que chefiou departamentos de reprodução de videiras em diversas instituições.

Geneticamente, a Albalonga e a Silvaner são variedades muito parecidas, dada a importância da Silvaner na árvore genealógica da Albalonga. A Albalonga é resultado do cruzamento entre as cepas Silvaner e Rieslaner, que por sua vez nasceu do cruzamento da Silvaner com a Riesling. 

O nome Albalonga é uma referência à cor dos bagos e ao formato dos cachos dessa variedade. Os bagos, claros, são de tamanho pequeno a médio. Essa é uma cepa que demora a amadurecer, e que precisa ter sua produção controlada, de maneira a garantir a qualidade da colheita.

A notável acidez dessa cepa é também o seu grande trunfo. Ela pode esperar no vinhedo até a máxima concentração de seus açúcares, sem com isso perder a acidez, produzindo assim vinhos equilibrados e longevos.

A Albalonga é bastante utilizada para a produção de vinhos de colheita tardia e de uvas botritizadas. Na verdade, os vinhos elaborados com a Albalonga costumam variar de semi-doces a muito doces, apresentando sempre boa acidez.

Os aromas e sabores da Albalonga costumam remeter a frutas tropicais e a frutos secos, eventualmente com aspectos florais e notas de frutas escuras. Os aspectos florais são mais evidentes nos raros vinhos secos produzidos com essa uva.

Os pares perfeitos para combinar um vinho de sobremesa elaborado com Albalonga são cheesecake, para os europeus, e torta de limão, como fazem os australianos.

Nós, por aqui, podemos muito bem harmonizar esses vinhos tanto com uma opção, como com a outra...

Não parece uma boa ideia? 

Para encerrar, se quiser ler mais sobre a produção de vinhos na Alemanha, clique aqui.




Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.