Loureiro

Essa casta tipiamente ibérica parece ser originária do Vale do rio Lima, no norte de Portugal, mas se faz muito presente em toda a região de Vinho Verde, sendo também cultivada, em pequena proporção, na região espanhola da Galiza.

Na Espanha, a Loureiro é chamada de Loureira, no feminino. Outros sinônimos para a Loureiro, são: Branco Redondo, Dourado ou Dourada, e Marquês.

Apesar de diferente e interessante, a Loureiro foi, por muito tempo, considerada uma variedade não muito nobre, talvez por conta de sua alta produtividade. Mas a verdade é que ela é uma das grandes uvas nativas de Portugal, mesmo estando ainda restrita ao norte do país!

A Loureiro apresenta bagos de tamanho médio, de pele relativamente grossa com cor amarelada ou esverdeada, e que se agrupam em cachos compridos e medianamente compactos.

Os aromas que mais frequentemente são associados ao vinho produzido a partir da Loureiro são florais, sendo o mais comum deles o de flor de laranjeira, com boas menções também para a flor de acácia. Vale lembrar que é bastante comum encontrarmos, nesses vinhos, notas de maçã, de laranja e de pêssego. Mas aqui vai uma curiosidade: sendo o aroma da folha e da flor de louro também muito presente nos vinhos elaborados a partir dessa uva, veio daí o seu nome, Loureiro.

Esse é um vinho que costuma apresentar aromas exuberantes, acidez notoriamente marcante e equilibrada. Mas a Loureiro não é uma uva conhecida pela longevidade dos seus vinhos, e talvez essa seja uma injustiça, um boato que ganhou força de verdade...

Tanto é assim, que alguns bons exemplares de varietais de Loureiro apresentam-se ainda extremamente vibrantes dez anos após a colheita das uvas. Curiosamente, essa casta adapta-se, muito bem também, ao estilo de vinificação de vinhos de sobremesa, seja pelo método passito ou por colheita tardia.

O uso da Loureiro em vinhos varietais tem se tornado cada vez mais comum, mas os parceiros mais frequentes, em cortes com Loureiro, são as uvas Trajadura, Alvarinho e Arinto.

Boas combinações para encontros regados à Loureiro são mariscos, camarões picantes no estilo oriental, e outros alimentos temperados com curry, como por exemplo, frango.

Talvez essa variedade ainda não esteja desfrutando da boa fama a que tem direito, estando à espera do justo reconhecimento, por parte do mundo do vinho! Então, aqui fica um convite: que tal fazer parte de uma vanguarda?

Para encerrar, se quiser ler mais sobre a produção de vinho em Portugal, clique aqui.




Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.