Vinhedos extremos

Alguns produtores desafiam a natureza, com vinhedos agarrados às encostas mais vertiginosas, ou em ilhas golpeadas pelo vento e esmagadas pelo Sol. Nos quatro cantos do mundo, encontramos videiras em condições adversas e em terroirs improváveis, no limite do impossível...

 Ilhas de solo vulcânico

Um penhasco para o mar com uma encosta árida, quase sem árvores, com um solo vulcânico muito pobre de argila arenosa. Assim é, por exemplo, a ilha grega de Santorini, cuja forma atual deve-se à erupção vulcânica que, há 3.500 anos atingiu a região.

As videiras plantadas pelos fenícios sobrevivem ao sol quente e ao vento carregado de areia, sal e iodo, em ramos enrolados em si mesmos, escondendo-se pelo chão. A grande uva de Santorini é a nativa Assyrtiko, que produz um excelente vinho branco seco, e produz, em corte com Athiri e Aidani, um tradicional vinho de sobremesa. 


 Altíssimas altitudes

No norte da Argentina, Salta é a região vitivinícola mais alta do mundo, com uma das maiores amplitudes térmicas, que recebe ar fresco e luz do sol brilhante da Cordilheira dos Andes, com vinhedos que ultrapassam os 3.000 metros de altitude.

Fica em Salta a pequena cidade de Cafayate, a 1.600 metros, famosa pelos vinhos à base de Torrontés, considerados únicos no mundo, em função do clima, solo, altitude, umidade e técnicas de vinificação. 

 

 Climas muito secos

O ditado português "nove meses de inverno e três meses de inferno" expressa as condições climáticas da vasta região do Douro, uma das mais selvagens e agrestes do país, mas tão bela e monumental que é reconhecida pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade.

Fortemente montanhosa, a região do Douro tem clima habitualmente seco, com invernos frios e verões muito quentes, com uma secura quase desértica em alguns pontos. E é no Douro que nasce o vinho do Porto, um dos grandes embaixadores dos vinhos portugueses. 

Nesse tipo de adversidade, florescem a extraordinária capacidade de adaptação das videiras e a incrível persistência, criatividade e dedicação dos produtores.

Em muitos casos, foram justamente as condições extremamente adversas que mantiveram esses vinhedos fora do alcance de pragas como a filoxera, que destruiu praticamente todas as videiras europeias, no final do século 19.

A natureza é mesmo sábia, até quando se apresenta de maneira meio desconfortável...




Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.