Taurasi

Taurasi fica a 1 hora, de carro, de Nápoles. Essa comuna italiana, no sul do país, tem algo em torno de 2.750 habitantes, apenas. Mas é responsável por vinhos impressionantes.

Na verdade, um vinho da denominação de origem Taurasi vem da comuna de Taurasi, ou de outras 16 pequenas comunas ao seu redor. Todas na província de Avellino, que fica na região da Campania.

Essa região, como muitas regiões vitivinícolas da Itália, tem influência dos povos gregos e romanos, e suas origens datam de 800 a.C.. Taurasi recebeu status de denominação de origem em 1970, e foi promovida a DOCG (denominação de origem controlada e garantida, maior nível de vinhos da Itália) em 1993.

A altitude mínima dos vinhedos da denominação de origem Taurasi é de 400 metros acima do nível do mar, podendo chegar até os 700 metros de altitude. Os solos de calcário contribuem para a qualidade de taninos do vinho, e solos vulcânicos adicionam caracterísitcas de fumaça. Se quiser ler mais sobre a relação entre vulcões nos vinhos, clique aqui.

Taurasi, muitas vezes, é um varietal 100% Aglianico, mas, segundo as regras do consórcio que regulamenta a denominação, os vinhos Taurasi devem ser produzidos com uma concentração de pelo menos 85% da uva Aglianico, cepa autóctone muito difundida em todo o sul da Itália. Se quiser ler mais sobre Aglianico, clique aqui.

As regras também estipulam que o amadurecimento mínimo desses vinhos é de 3 anos, sendo pelo menos um deles em madeira. E para ser rotulado como Riserva, o amadurecimento mínimo deve ser de 4 anos, com passagem por carvalho de pelo menos 18 meses.

Esses vinhos são encorpados e com alto nível de taninos. Apresentam cor rubi quase grená, e ganham tons de laranja com o envelhecimento.

Os aromas e sabores mais comuns, nesses vinhos, são os de framboesas, ameixas, e cerejas negras, com toques de fumaça, café moído na hora e couro novo.

Embora possa ser bebido jovem, um certo tempo de envelhecimento é muito bem-vindo ao Taurasi, para aparar suas arestas, deixando-o mais macio. Mas, na verdade, esse é um vinho de grande longevidade, equiparada à do Barolo, sendo capaz de envelhecer por até 20 anos, em seus bons exemplares.

Então, se você nunca tinha ouvido falar em Taurasi, saiba que esse vinho é um dos mais nobres do sul da Itália! Vale ou não vale a pena conhecê-lo?




Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.