O vinho começa na vinha!

A gente sempre diz para desconfiar de qualquer um que diga saber tudo sobre vinho. É humanamente impossível. Então, sempre há mais o que aprender! Dessa vez, vamos falar dos vinhedos?

 Os microclimas

Dentro do padrão climático geral de uma região, podem acontecer variações locais, cada uma restrita a uma área muito específica e delimitada. Não é raro encontrarmos vinhedos vizinhos com realidades climáticas bem distintas.

Isso é o que chamamos de microclimas. Um exemplo: diferentes faces de uma mesma montanha podem gerar microclimas distintos, com resultados muito diferentes nas uvas ali cultivadas e nos vinhos com elas produzidos.

 O rendimento de uma vinha

Não foram poucas as vezes que nós afirmamos que o controle do rendimento das vinhas, por meio da poda, é importante para garantir a qualidade dos vinhos. Mas vamos entender melhor esse tema...

Quanto mais uvas em uma mesma videira, e quanto mais videiras em um mesmo espaço, menor a concentração, em cada bago, dos compostos responsáveis pelo aroma e pelo sabor. Assim, um vinhedo com baixa produção por hectare significa, via de regra, vinhos de maior qualidade, com aromas e sabores mais concentrados.

O rígido controle do rendimento das videiras é, muitas vezes, uma das condições impostas para que um vinho possa ser rotulado e reconhecido por uma denominação de origem.

Por exemplo: um Barolo só pode ser assim rotulado se o rendimento máximo de uvas for de 8 toneladas por hectare; para poder mencionar indicação geográfica adicional e nome do vinhedo no rótulo, o rendimento deve ser de apenas 7,2 ton/ha e, caso as vinhas ainda sejam jovens, com sete anos ou menos, a exigência é ainda maior.

 A condução das videiras

Vamos começar esse assunto lembrando um fato: videiras são plantas trepadeiras, certo? Certo. Assim, se não tiverem algum suporte para apoio, elas crescem pelo chão.

Para “organizar” o vinhedo, as vinhas são, então, conduzidas, com seus brotos presos por exemplo em arames. Assim, é possível ter mais de controle sobre os fatores ambientais e as respostas fisiológicas da planta, para a obtenção do resultado desejado em um vinho.

Ou seja, o sistema de condução das vinhas permite maior controle do agricultor, por exemplo, sobre a incidência de luz solar e chuva sobre os cachos de uva, interferindo assim no seu amadurecimento e na qualidade dos seus compostos, e consequentemente, no vinho que irão posteriormente produzir. 

Mesmo quando o assunto ainda nem saiu do vinhedo, e chegou na vinícola, ou seja, quando ainda está muito, muito longe da nossa taça, já há muito o que ser dito e entendido. O mundo do vinho é realmente um prato cheio, ou melhor, uma garrafa cheia, para quem gosta de aprender!

Então, para encerrar, se quiser ler sobre o tempo de amadurecimento das uvas, até a colheita, clique aqui. Ou então, se quiser ler sobre colheita manual e colheita mecanizada, clique aqui.




Você está em

Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.