Uma história sobre a moderação...

Sempre alertamos, aqui, para a importância da moderação no consumo de álcool. Mas isso não é uma ideia nova, pelo contrário. Essa preocupação sempre esteve presente na história da humanidade, e do vinho.

Segundo a Bíblia, Noé teria sido o primeiro homem a plantar uma vinha. E também o primeiro homem a beber vinho. Mas infelizmente, também, o primeiro homem a embriagar-se.

Aí entra uma outra história, presente no Midrash, literatura judaica que explica a Torá Escrita (ou Pentateuco, que são os cinco primeiros livros bíblicos, de autoria atribuída principalmente a Moisés).

Veja que interessante!

Quando Noé plantou a vinha, o diabo teria se aproveitado da situação, matando quatro animais (um cordeiro, um leão, um porco e um macaco), e teria derramado o sangue deles nas raízes da vinha.

O efeito do álcool no nosso cérebro, seria, segundo o Midrash, resultado disso.

 um pouco de vinho nos deixa como um cordeiro: mais inocentes, mais dóceis, mais amistosos.

   ao bebermos um pouco mais, nos sentimos fortes como um leão, mais audaciosos e orgulhosos.

    se formos um pouco além da conta, agimos como porcos, rolando no chão.

     o exagero, em compensação, faz com que nos comportemos como macacos, fazendo macaquices sem nenhum juízo.

O Midrash utiliza o episódio da embriaguez de Noé para discorrer a respeito dos riscos do consumo de álcool em demasia.

E não ache que isso acontece só com os outros... Precisamos sempre estar atentos quanto à moderação. Vale lembrar que Noé não era um homem qualquer, ele era um homem extremamente virtuoso, e por isso mesmo, o escolhido e poupado do dilúvio, por Deus. 

E independentemente da religião de cada um, dá para entender a história e esse raciocínio parece fazer sentido, não é mesmo?

Para encerrar, se quiser ler mais sobre a passagem de Noé e sua vinha, clique aqui. Ou então, se quiser ler mais sobre moderação, clique aqui.

E evite o abuso de álcool.




Você está em

Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.