Milênios de vinho em menos de 2 minutos

Ao que tudo indica, o cultivo da vinha e a produção de vinho já eram realidade, no Oriente Médio, 6.000 anos antes de Cristo.

A civilização egípcia que cresceu às margens do Rio Nilo, por volta de 3.000 a.C., desenvolveu conhecimentos sobre viticultura e vinificação que foram documentados em papiros e em argila.

Ainda muito antes do nascimento de Cristo, o vinho se tornou uma parte importante da cultura grega. Videiras foram plantadas por toda a Grécia Antiga. Quando marinheiros gregos zarpavam, levavam consigo vinhos e vinhas. Na Itália, por exemplo, o vinho já havia chegado através dos etruscos, mas foram os gregos que aprofundaram as raízes dessa cultura, por lá.

Os romanos, por sua vez, expandiram a vitivinicultura onde ela já existia, e a desenvolveram em novas regiões. Acompanhando a expansão do Império Romano, plantaram uvas e produziram vinho no sul da França, na Espanha, em Portugal, na Alemanha, na Bélgica...

A queda do Império Romano trouxe estagnação para quase todas as regiões de vinho da Europa.

Mas, durante a Idade Média, devido à importância do vinho no Cristianismo, a Igreja Católica foi a maior protagonista na produção do vinho. De fato, os monges não somente cultivaram uvas e produziram vinhos, como aprimoraram conhecimentos e técnicas.

A partir do século 15, com a Era das Grandes Navegações, as videiras europeias foram trazidas para o continente americano, pela primeira vez. Na África do Sul, a espécie Vitis Vinifera chegou no século 17. Na Austrália, somente no século 18.

No século 19, o desenvolvimento da indústria europeia do vinho atingiu proporções gigantecas. Em contrapartida, foi no final desse mesmo século que vivemos o maior drama da história do vinho, a praga da filoxera, que se espalhou por toda a Europa. Para ler mais sobre esse assunto, clique aqui.

O começo do século 20 assistiu ao espisódio da Lei Seca, quando uma emenda constitucional proibiu a produção, o transporte e a venda de bebidas alcoólicas, nos Estados Unidos. Mas, no mesmo século 20, e no mesmo país, o vinho também viu acontecer uma grande vitória! Em 1976, vinhos californianos derrotaram, em uma degustação às cegas, os melhores vinhos franceses. Leia mais sobre a Lei Seca, aqui, ou sobre o famoso Julgamento de Paris, aqui.

Nas últimas décadas, os países produtores do Novo Mundo lideraram um movimento de identificação dos vinhos de acordo com a casta de uva utilizada na produção, como Cabernet Sauvignon, Merlot, ou Chardonnay, ao contrário do modelo tradicionalmente utilizado na Europa, que rotula os vinhos de acordo com o terroir de origem, como Bordeaux, Borgonha, ou Champagne.

Fiquemos prontos para os próximos capítulos dessa história! Saúde!




Quem somos

 

O Tintos&Tantos nasceu em 2013, e em seu pouco tempo de vida, já se tornou uma referência no mercado editorial de vinho, nacional e internacionalmente.

 

Para contar quem somos, primeiro vamos dizer quem nós não somos. Não somos um blog de vinhos. Não somos críticos de vinhos.

 

O Tintos&Tantos é um portal de Internet, que dá acesso a um conteúdo editorial, de produção própria, inteiramente dedicado ao mundo do vinho. 

 

Nossa contribuição é prover informação imparcial, relevante e gratuita.  Sempre em linguagem acessível e agradável de ler.

 

O intuito do Tintos&Tantos é o de fomentar o estudo, o interesse, a crítica, e até mesmo a polêmica a respeito do vinho.

 

Nosso foco não é competir com outros geradores de conteúdo, pelo contrário: ao sermos mais um agente no desenvolvimento desse mercado, e na consolidação dessa cultura, todos nós, apaixonados por vinho, ganhamos: consumidores, editores especializados, blogueiros, youtubers, produtores, importadores, sommeliers, enólogos e enófilos em geral...

 

Na nossa opinião, quanto mais gente do bem estiver falando sobre o mundo do vinho, com respeito e profissionalismo, melhor para todos nós.

 

Assim, é com imensa satisfação que criamos conteúdo diário e interagimos com cada leitor, através dos nossos canais de comunicação e de mídias sociais. 

 

No Facebook (www.facebook.com/tintosetantos), por exemplo, onde tantos amigos nos acompanham, é com orgulho que constatamos ser, o Tintos&Tantos, a maior página do Facebook, no mundo, em sua categoria! Uma comunidade de pessoas curtindo, comentando, se divertindo, aprendendo e ensinando, concordando e discordando... Todos nós, apaixonados pelo maravilhoso universo que cerca o vinho.

 

Não somos donos da verdade. Na verdade, recomendamos fortemente que se duvide de qualquer um que diga conhecer tudo sobre vinhos.

 

Esperamos que você aprecie e que continue nos acompanhando, e sempre que possível, ajudando na divulgação e propagação desse projeto, cujo foco será sempre você, vinhonauta!

 

A você, o nosso muito obrigado!

A você, o nosso brinde!

 

Em caso de dúvida, crítica ou sugestão, entre em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.